Vingadores

Créditos da imagem: Marvel Comics/Divulgação

HQ/Livros

Notícia

Fase recente dos X-Men quase teve filho de Tempestade e Pantera Negra

Arquiteto da retomada da franquia mutante nas páginas, Jonathan Hickman revelou planos de introduzir “herdeiro de dois reinos que não conhece seu pai ou sua mãe”

Nico Garófalo
06.01.2022
12h31

Mente por trás da fase mais recente dos X-Men nos quadrinhos, Jonathan Hickman revelou que seu período como roteirista da revista principal da linha mutante quase teve a introdução de um novo personagem de linhagem bem importante: um filho de Tempestade e Pantera Negra. Em conversa com o podcast Xplain the X-Men, o quadrinista revelou que, originalmente, havia planejado apresentar o bebê em Giant-Sized X-Men: Storm, mas a Marvel Comics tinha “outros planos”.

Em história que espelha e homenageia Novos X-Men 121, de Grant Morrison e Frank Quitely, a HQ traz Jean Grey e Emma Frost usando sua telepatia para entrar na cabeça de Tempestade, que na ocasião sofria de um mal súbito. “Quando Jean e Emma saem [da mente de Ororo], você descobriria que ela estava apenas grávida. E que ela estava grávida de um bebê dela com T'Challa”, contou Hickman, revelando também que as edições seguintes mostrariam a heroína indo para a realidade compacta conhecida como O Mundo para deixar a criança, que seria um “herdeiro de dois reinos que não conhece seu pai ou sua mãe”. Vale lembrar que Ororo e T’Challa já foram casados nas HQs e hoje mantém um relacionamento amigável - e cheio de idas e vindas.

Os planos não seguiram em frente pois, segundo o quadrinista, a Marvel tinha “outros planos para o Pantera Negra” e que não condiziam com a direção que Hickman queria seguir. “Mas já era tarde demais para mudar. Russell [Dauterman, ilustrador da edição] já tinha desenhado metade do gibi, então todas as coisas das edições Giant-Sized, todas essas mudanças de última hora são a razão de ter ficado uma bagunça”.

Aconteceriam coisas muito legais muito mais para frente em que essa criança seria importante. Ele poderia unificar [Wakanda e Krakoa], ele seria o líder de duas sociedades e isso importaria lá na frente, e isso seria bem contextualizado nas edições Giant-Sized”, concluiu Hickman.

Após alguns adiamentos, Giant-Sized X-Men: Storm teve sua história alterada para que, ao invés de um filho, Tempestade estivesse sofrendo com um tecnovírus que no final da edição é absorvido pel’O Mundo.

No Brasil, Giant-Sized X-Men: Storm foi lançado pela Panini na 21ª edição de X-Men, publicada em julho de 2021.

Ao continuar navegando, declaro que estou ciente e concordo com a Política de Privacidade bem como manifesto o consentimento quanto ao fornecimento e tratamento dos dados e cookies para as finalidades ali constantes.