HQ/Livros

Lista

Como fica o Universo Marvel depois de Guerra Civil

Relembramos o impacto da saga nas histórias em quadrinhos

Érico Assis
18.04.2016
11h46
Atualizada em
29.06.2018
02h42
Atualizada em 29.06.2018 às 02h42

Quem está aguardando Capitão América: Guerra Civilnos cinemas talvez não tenha lido Guerra Civil, a minissérie de sucesso da Marvel que serve livremente de base para o filme. As premissas de quadrinhos e filme são parecidas: um acontecimento catastrófico faz o governo dos EUA promulgar leis para regular a atividade dos heróis, o que leva à cisão.

Na minissérie de Mark Millar e Steve McNiven publicada originalmente entre 2006 e 2007, todos os heróis da Marvel dividiram-se em duas facções. Capitão América liderou os contrários à lei, enquanto Homem de Ferro resolveu trabalhar com o governo. Rolou muita pancadaria. E, diferente de muita história que acaba com o pessoal fazendo as pazes, um lado saiu vencedor.

O desfecho da minissérie teve consequências retumbantes para o Universo Marvel. O filme pode ou não seguir o que acontece na HQ, mas deve beber um pouco no original para dar continuidade ao MCU, o Universo Marvel Cinematográfico. Confira na galeria abaixo como ficaram as HQs depois de Guerra Civil.

Capitão América perde

None

Guerra Civil, a HQ, termina com uma batalha entre as duas facções que quase arrasa Manhattan. Num momento de fúria, Capitão América quase mata Homem de Ferro - mas é detido por policiais, bombeiros e paramédicos no local. Ao perceber o estrago que a briga causou, o Capitão resolve se entregar à polícia - ele e sua facção, afinal, são os ilegais na história - e é conduzido algemado.

Tony Stark, diretor da S.H.I.E.L.D.

None

Peça chave na defesa das leis de registro dos super-heróis, e vitorioso na disputa, Homem de Ferro aproveita suas conexões no governo e vira diretor da S.H.I.E.L.D. Nick Fury está desaparecido (em função de outra saga, Guerra Secreta), Maria Hill é rebaixada de cargo e Tony Stark declara que consertar a S.H.I.E.L.D. é apenas parte de um plano maior para tornar o mundo mais seguro.

A Iniciativa Vingadores

None

Outro ponto no plano para a paz mundial de Tony Stark é dotar cada estado dos EUA de uma equipe de super-heróis. Cria-se inclusive um campo de treinamento para heróis na série The Avengers: Initiative, visando abastecer as cinquenta super-equipes.

Novos Vingadores e Poderosos Vingadores

None

A cisão do Universo Marvel ficou marcada particularmente nos Vingadores, divididos durante a guerra. Depois dela, duas equipes começaram a agir, em revistas independentes: a equipe do Homem de Ferro (que conta com Viúva Negra, Sentinela, Ares, Ms. Marvel e outros) ficou em Poderosos Vingadores, enquanto a equipe antes comandada pelo Capitão América (com Luke Cage, Wolverine, Punho de Ferro, Gavião Arqueiro e outros) ficou em Novos Vingadores. A cisão durou quase dois anos.

O reboot do Homem-Aranha

None

Um dos momentos mais marcantes de Guerra Civil acontece quando o Homem-Aranha, do lado pró-registro, revela ao mundo que é Peter Parker. Ele queria provar que, com as novas leis, o mundo ficou seguro e ele não precisa da identidade secreta. No meio da saga, porém, o Aranha acaba trocando de lado. Tia May leva um tiro e, para salvá-la, Mary Jane faz um acordo com o diabo para que todo o universo esqueça que ela era casada com Peter. Um ano depois de Guerra Civil, a Marvel aplicou um reboot no Aranha, que voltou a ser solteiro, fora dos Vingadores e com identidade secreta.

Um novo Quarteto Fantástico

None

Reed Richards, o Sr. Fantástico, é aliado forte de Tony Stark durante a Guerra Civil. Sue Storm, porém, toma o partido do Capitão América. Ao final da saga, o casal se reencontra, mas, para ter um tempo e discutir a relação, resolve deixar o Quarteto Fantástico. Quem entra no lugar deles? Outro casal: Pantera Negra e Tempestade.

A melhor fase dos Thunderbolts

None

Em um projeto controverso, o governo cria uma equipe de supervilões para caçar os super-heróis que não seguem as novas leis. Os Thunderbolts unem, entre outros, Mercenário, Venom, Soprano e Homem-Radioativo, sob o comando do ex-Duende Verde Norman Osborn. É a melhor fase da equipe de supervilões, comandada na época pelo roteirista Warren Ellis com o desenhista brasileiro Mike Deodato.

Guerra Mundial Hulk

None

O primeiro grande teste dos heróis registrados e organizados pelo governo se dá quando Hulk - que havia sido lançado no espaço sideral por Tony Stark e seus parceiros dos Illuminati - volta à Terra e quer vingança. Vingadores, Quarteto Fantástico e mais um penca de heróis tentam deter o monstrão, sem muito sucesso.

Invasão Secreta

None

Em um plano cuidadosamente arquitetado durante anos, os alienígenas transmorfos skrulls vinham inserindo agentes em superequipes e cargos importantes no governo. Aproveitando a cisão entre os heróis pós-Guerra Civil, os aliens colocam em prática a sua invasão secreta, saga contada em 2008. Perto da fase final - dominar a Terra - o plano é desbaratado pelos Vingadores.

A morte do Capitão América

None

O marco trágico no final de Guerra Civil não aconteceu na minissérie em si, mas uma semana depois do último capítulo, na revista do Capitão América: Steve Rogers é assassinado na escadaria do tribunal onde vai ser julgado, com um tiro de Ossos Cruzados (a mando do Caveira Vermelha) e outro da agente Sharon Carter (manipulada por outros vilões). Mais ou menos dois anos depois se revela que a bala não era de verdade - mas isso é outra história.

O novo Capitão América

None

Quem assume a identidade de Capitão depois da morte de Steve Rogers é Bucky Barnes, o Soldado Invernal, com um uniforme que lembra uma armadura e combinando o escudo a armas de fogo. O Capitão Bucky fez tanto sucesso entre os leitores que Steve Rogers teve que passar uns dois anos de molho depois de ressuscitado nas HQs.

Quadrinhos vs. Filmes

None

Como os direitos do Quarteto Fantástico estão na Fox, Reed e Sue Richards não estão na Guerra Civil do cinema (e a Invasão Secreta é improvável porque a Marvel não tem plenos direitos sobre os Skrulls). O Homem-Aranha, por ser recém-apresentado no MCU, não deve ter o mesmo arco das HQs. O termo "Iniciativa Vingadores" já foi utilizada com outro sentido nos filmes. O que muitos apostam é que Bucky Barnes vire Capitão América - e quem sabe Tony Stark lidere a SHIELD.