Ultron com as joias do infinito em What If...?

Créditos da imagem: Marvel Studios/Divulgação

Séries e TV

Lista

What If…? | Os principais easter eggs do oitavo episódio

Animação fez referência a franquia Exterminador do Futuro e história de Steve Rogers nos gibis

Nico Garófalo
29.09.2021
13h50
Atualizada em
29.09.2021
15h11
Atualizada em 29.09.2021 às 15h11

“O que aconteceria se… Ultron Tivesse Vencido?”, oitavo episódio da primeira temporada de What If…? foi lançado nesta quarta-feira (29) pelo Disney+, mostrando o vilão do segundo filme dos Vingadores derrotando os Os Heróis Mais Poderosos da Terra e partindo em uma missão para derrotar toda a vida no universo depois de adquirir as Joias do Infinito.

Em sua jornada, Ultron (Ross Marquand) visita planetas do outro lado da galáxia e realidades paralelas, deixando vários easter eggs no caminho. Abaixo, você confere as principais referências feitas pelo episódio desta semana:

Planetas visitados por Ultron

Depois de destruir a Terra em com um apocalipse nuclear, Ultron foca sua atenção em mundos alienígenas. Deixando um rastro de destruição, o andróide passa por Asgard, Xandar, Soberano e Sakaar, destruindo tudo e todos ao seu alcance.

Vale apontar também que antes de partir, Ultron usa a frase “paz na nossa era”, proferida por Tony Stark em Vingadores: A Era de Ultron para definir o motivo de sua criação.

Exterminador do Futuro não conquistou a Capitã Marvel

Visto hoje como um clássico dos cinemas, O Exterminador do Futuro aparentemente não conquistou a Capitã Marvel (Alexandra Daniels). Quando encontra Ultron em Xandar, a heroína faz piada com o filme, chamando o vilão de “Skynet”, a inteligência artificial que declara guerra à humanidade no longa de James Cameron, e diz que a produção “não precisa de sequência”.

Longe da terra desde 1989, no entanto, a piloto não sabia que O Exterminador do Futuro não só ganhou uma sequência em 1991, mas também teve sua mitologia expandida na TV e em vários outros filmes relativamente esquecíveis lançados entre 2003 e 2019.

Guardiã Vermelha

Vasculhando os arquivos da KGB em Moscou, Natasha (Lake Bell) descobre o escudo vermelho e branco usado pelo Guardião Vermelho, resposta soviética ao Capitão América. Como foi mostrado no filme solo da Viúva Negra, a espiã foi criada pelo agente russo e levar o escudo consigo pode ser uma das formas encontradas pela heroína para lembrar de dias mais simples em sua vida.

Guerra Civil

Depois de estudar os arquivos da KGB, Natasha e o Gavião Arqueiro (Jeremy Renner) vão para o forte da HYDRA na Sibéria. O local era também a base para o projeto do Soldado Invernal e foi palco, na linha do tempo sagrada, da icônica luta entre Capitão América (Chris Evans) e Homem de Ferro (Robert Downey Jr.) em Capitão América: Guerra Civil.

Flecha USB

O Gavião Arqueiro (Jeremy Renner) tem flechas para todos os tipos de situação. Uma das mais “modernas”, no entanto, é a que traz uma ponta com entrada USB, usada em What If…? para transferir a inteligência artificial de Arnim Zola (Toby Jones). Essa é a segunda vez que Clint Barton usa essa seta especial no MCU: a primeira foi durante Vingadores, quando o herói, sob o controle de Loki (Tom Hiddleston) usa sua mira impecável para infectar o porta-aviões da SHIELD com um vírus de computador.

Gavião Arqueiro e Viúva Negra no abismo

Tentando escapar dos drones de Ultron que invadiram a base da HYDRA na Sibéria, Natasha e Clint acabam em uma situação bem parecida com a que se passou em Morag, quando a Viúva Negra se sacrificou para que o amigo pudesse retornar ao presente com a Joia da Alma. Desta vez, no entanto, quem encarou a queda foi o Gavião Arqueiro.

Galactus?

Antes de mais nada, não, o Galactus não aparece em What If…?, mas Ultron faz um cosplay bem convincente do Devorador de Mundos ao enfrentar o Vigia (Jeffrey Wright). Em um dos momentos mais intensos da luta, o andróide se transforma em um enorme monstro cósmico com a ajuda das Joias do Infinito e destrói um planeta inteiro na mordida. A própria sombra do robô se aproximando de seu “petisco” lembra a silhueta do vilão espacial.

Capitão América presidente (parte I)

Em uma das viagens de Ultron e Vigia por realidades alternativas, somos apresentados a um mundo em que Steve Rogers foi eleito presidente dos Estados Unidos. Isso já aconteceu duas vezes nos quadrinhos. A primeira rolou em 1981, justamente na revista O Que Aconteceria Se…? #26, quando o Capitão América vence as eleições norte-americanas. Como chefe de Estado, o herói torna os Estados Unidos completamente independentes da energia com combustíveis fósseis e ajuda um grupo rebelde do país San Pedro a derrubar um regime ditatorial.

A segunda vez foi em Os Supremos #16, que mostrava o Sentinela da Liberdade do universo Ultimate sendo escolhido pelo povo americano como uma opção escrita nas cédulas de votação. O herói aceita o cargo e faz seu juramento à constituição norte-americana antes de partir em uma missão heróica.

Capitão América presidente (parte II)

A semelhança com os quadrinhos não foi a única influência para transformar Steve Rogers em político. Em entrevista recente ao Deadline, a produtora AC Bradley revelou que queria focar um episódio inteiro no Presidente Cap, mas que a ideia, definida pela showrunner como “Capitão América com The West Wing” foi cortada, entre outros motivos, por questão de ritmo.

Ao continuar navegando, declaro que estou ciente e concordo com a Política de Privacidade bem como manifesto o consentimento quanto ao fornecimento e tratamento dos dados para as finalidades ali constantes.