Filmes

Lista

Shang-Chi e a Lenda dos Dez Anéis | Os principais easter eggs do longa

Longa de Destin Daniel Cretton traz referências ao passado e ao futuro do MCU

Nico Garófalo
05.09.2021
14h29
Atualizada em
05.09.2021
14h39
Atualizada em 05.09.2021 às 14h39

25º capítulo do MCU, Shang-Chi e a Lenda dos Dez Anéis chega aos cinemas nesta quinta-feira (2), introduzindo o Mestre do Kung Fu à franquia. Como já é costume nas produções do Marvel Studios, o longa traz diversos easter eggs que o ligam a outros longas do estúdio, já lançados ou não, e acenos à história do personagem no cinema.

Abaixo, separamos as principais referências do filme - confira (mas cuidado com spoilers):

Os Dez Anéis

GIF mostrando uma bandeira com 10 anéis entrelaçados chacoalhando no vento
Marvel Studios/Divulgação

Já não é surpresa para ninguém que Shang-Chi e a Lenda dos Dez Anéis contará com, bom, os Dez Anéis. Como as peças de divulgação já mostraram, o longa trará tanto as dez argolas mágicas quanto a organização terrorista inspirada por seu poder. Embora essa não seja a primeira vez que o grupo aparece no MCU, é nesse filme que sua origem e seu alcance são mostrados de formas mais aprofundadas.

Os efeitos do blip

Assim como Vingadores: Ultimato (vídeo acima), Homem-Aranha: Longe de Casa e Falcão e o Soldado Invernal, Shang-Chi e a Lenda dos Dez Anéis lida com as dificuldades causadas pelo estalo de Thanos (Josh Brolin), que ficou conhecido como “blip”. Durante o filme, o desaparecimento de metade da população do universo é citada diversas vezes - como motivação ou preocupação -, incluindo cartazes divulgando grupos de apoio para quem sofreu com problemas psicológicos por causa da tragédia.

Streamer familiar no ônibus

Na primeira grande sequência de ação do filme, em que Shang-Chi (Simu Liu) enfrenta o Punho de Lâmina (Florian Munteanu) em um ônibus, um dos passageiros começa a transmitir o embate. O streamer é ninguém mais, ninguém menos que Klev, personagem de Zach Cherry que pediu para o Homem-Aranha (Tom Holland) dar uma pirueta durante uma de suas patrulhas em Homem-Aranha: De Volta ao Lar (relembre em 1:39 do vídeo acima).

Ta-Lo

Quatro pessoas de costas olham para uma cadeia de montanhas
Marvel Studios/Divulgação

Ta-Lo, uma dimensão paralela habitada por divindades chinesas introduzida nos quadrinhos da Marvel em 1980, faz sua estreia no MCU em Shang-Chi e a Lenda dos Dez Anéis. O local, no entanto, é bem diferente de sua contraparte das HQs. Ainda sem poder usar K’un-Lun, cidade mística muito ligada ao Punho de Ferro, por causa do acordo com a Netflix durante a produção do filme, o Marvel Studios optou por usar suas características com um outro nome.

No longa, Shang-Chi mantém sua ascendência mística, mas ao invés de Ta-Lo ser governada por seu pai, a vila mágica é local de nascimento de sua mãe, Li (Fala Chen), que abandona a cidade para se casar com Wenwu (Tony Leung), líder dos Dez Anéis obcecado em expandir seu império.

Mea culpa

Tony Leung com os braços estendidos em posição de batalha
Marvel Studios/Divulgação

Shang-Chi e a Lenda dos Dez Anéis traz dois diferentes pedidos de desculpas por parte da Marvel. O primeiro vem na forma dos próprios Dez Anéis, cujo uso desagradou muitos fãs em Homem de Ferro 3. Em determinado momento do novo filme, Wenwu lembra como a reputação milenar de sua organização foi apropriada por um grupo norte-americano para causar terror nos Estados Unidos.

O segundo tem raízes mais fundas na história da Marvel e como a editora costumava retratar seus personagens asiáticos. Na mesma cena em que referencia a produção de 2013, o vilão de Shang-Chi critica o nome “Mandarim” usado pelos falsos Dez Anéis por sua implicação racista e estereotipada, tal qual a imagem de sua contraparte nos quadrinhos. Fosse com Mandarim ou Fu Manchu, os gibis da Marvel mostravam o povo chinês de maneira extremamente ofensiva e a editora admite esse erro para si mesma e para o público no filme de 2021.

A volta do Abominável

Abominável se prepara para atacar Benedict Wong
Marvel Studios/Divulgação

Conforme os trailers revelaram, o Abominável, vilão vivido por Tim Roth em O Incrível Hulk, aparece em um clube de luta clandestino enfrentando Wong (Benedict Wong). Embora a luta em si não seja um easter egg, a relação entre os dois personagens indica que Emil tem sido treinado pelo parceiro do Doutor Estranho (Benedict Cumberbatch) para controlar melhor seus poderes e seu temperamento, inclusive respondendo ao mago quando ele lhe chama pelo primeiro nome.

A cena pode ser apenas um relance da volta definitiva do Abominável, que tem presença especulada na série da Mulher-Hulk.

Mestre Khan

Tony Leung sentado em um trono
Marvel Studios/Divulgação

Nos quadrinhos, o Mandarim é descendente de Genghis Khan, conquistador nascido no século XII e primeiro líder do Império Mongol. Shang-Chi, no entanto, dá a entender que Wenwu foi o próprio Khan em duas diferentes passagens. Logo no começo do filme, o vilão é visto avançando sobre o Império Corásmio, próximo à Pérsia, conquistado no mundo real por Khan no começo do século XIII. Já no segundo ato, enquanto discursa sobre a importância dos nomes, Wenwu lembra vários títulos que já recebeu ao longo de sua vida, entre eles “Mestre Khan”, tornando o parentesco entre Shang-Chi e o lendário imperador uma realidade.

Fin Fang Foom

Fin Fang Foom, um enorme dragão verde, mostrando os dentes
Marvel Comics/Divulgação

O grande dragão alienígena criado por Stan Lee e Jack Kirby nos anos 1960 é referenciado na primeira cena pós-créditos de Shang-Chi e a Lenda dos Dez Anéis, quando Wong, estudando os Dez Anéis, descobre que eles estão emitindo um sinal desconhecido. O mago também registra que os artefatos não têm qualquer indício de magia e são, na realidade, uma forma de tecnologia alienígena que nem Bruce Banner (Mark Ruffalo) e Capitã Marvel (Brie Larson) conseguem identificar. Tendo em vista que os artefatos são, nos quadrinhos, nativos de Maklu V, planeta natal de Fin Fang Foom, é de se esperar que esse sinal seja enviado para o metamorfo, que deve surgir no futuro do MCU.

Ao continuar navegando, declaro que estou ciente e concordo com a Política de Privacidade bem como manifesto o consentimento quanto ao fornecimento e tratamento dos dados para as finalidades ali constantes.