Séries e TV

Notícia

Séries da Marvel produzidas pela Netflix chegam ao Disney+ em junho

Produções chegam junto da opção de controle parental

Omelete
2 min de leitura
Nico Garófalo
09.05.2022, às 17H53
ATUALIZADA EM 17.05.2022, ÀS 08H48
ATUALIZADA EM 17.05.2022, ÀS 08H48

O Disney+ anunciou nesta segunda-feira (9) que Demolidor, Luke Cage, Jessica Jones, Punho de Ferro, O Justiceiro e Defensores, mais conhecidas como as séries da Marvel produzidas originalmente pela Netflix, chegarão ao catálogo brasileiro do streaming em 29 de junho. De acordo com a assessoria da plataforma, as produções serão adicionadas junto ao novo sistema de controle parental, que permitirá que os usuários bloqueiem conteúdos de classificação indicativa de 16 e 18 anos.

O novo sistema exigirá, caso o controle seja ativado pelos responsáveis pela conta, que produções de censura maior que 14 anos sejam desbloqueadas através de códigos de quatro dígitos.

Depois de deixarem a Netflix, as séries da extinta Marvel Television foram adicionadas ao Disney+ dos Estados Unidos e Canadá. Até o comunicado desta tarde, não havia nenhuma previsão para que as produções chegassem ao streaming em outros territórios.

Vale lembrar que Charlie Cox e Vincent D’Onofrio, que viveram, respectivamente, Matt Murdock e Wilson Fisk em Demolidor, já retornaram aos seus personagens. O Homem Sem Medo reapareceu como advogado de Peter Parker (Tom Holland) em Homem-Aranha: Sem Volta Para Casa e o Rei do Crime foi o principal vilão de Gavião Arqueiro. Por enquanto, não há previsão para que eles apareçam em outras produções do MCU, embora ambos os seus personagens tenham ligação com Eco, personagem de Alaqua Cox que já tem uma série solo confirmada.

O Omelete agora tem um canal no Telegram! Participe para receber e debater as principais notícias da cultura pop (t.me/omelete).

Acompanhe a gente também no YouTube: no Omeleteve, com os principais assuntos da cultura pop; Hyperdrive, para as notícias mais quentes do universo geek; e Bentô Omelete, nosso canal de animes, mangás e cultura otaku.

Conteúdo Patrocinado

Ao continuar navegando, declaro que estou ciente e concordo com a Política de Privacidade bem como manifesto o consentimento quanto ao fornecimento e tratamento dos dados e cookies para as finalidades ali constantes.