Hulk dos anos 1970, Lou Ferrigno alfineta MCU: "Nenhum CGI envolvido"

Créditos da imagem: CBS/Divulgação

Filmes

Notícia

Hulk dos anos 1970, Lou Ferrigno alfineta MCU: "Nenhum CGI envolvido"

Ator e halterofilista aposentado acha difícil "pensar em outro super-herói" que não use CGI

Eduardo Pereira
18.06.2021
23h11

Lou Ferrigno, halterofilista aposentado e ator que interpretou o Hulk nos anos 1970, lançou no Twitter uma indireta aos atores de filmes de super-heróis modernos e ao Universo Cinematográfico da Marvel (MCU). Para Ferrigno, é difícil "pensar em outro super-herói que não usa uma fantasia ou CGI" que não ele mesmo. Veja abaixo.

"Trabalhei muito duro na minha dieta e em exercícios físicos para o Hulk. Não ia decepcionar ninguém. O Hulk foi o meu herói de infância também", completou Ferrigno. Nas hashtags, ele colocou mensagens como "nenhum CGI envolvido", "dieta e exercícios" e "não me deixe nervoso".

Embora não haja um contexto claro para a alfinetada de Ferrigno, vale apontar que ela parece ignorar o regime de treinos e dieta rigorosos pelos quais diversos astros do MCU passam, mesmo que Mark Ruffallo interprete o Hulk por captura de movimentos. Recentemente, uma foto para comemorar o fim das gravações de Thor: Love and Thunder viralizou por destacar a forma física musculosa de Chris Hemsworth para o filme. O astro australiano, inclusive, transformou sua metodologia de treinamentos em negócio.

Hoje com 69 anos, Ferrigno deu vida ao Hulk na série de TV O Incrível Hulk (1978-1982), e em outras três oportunidades, nos filmes feitos para a TV O Retorno do Incrível Hulk (1988), O Julgamento do Incrível Hulk (1989) e A Morte do Incrível Hulk (1990). O ator também emprestou a voz ao Gigante Esmeralda em todas as aparições dele no cinema até Vingadores: Era de Ultron (2015).

Ao continuar navegando, declaro que estou ciente e concordo com a Política de Privacidade bem como manifesto o consentimento quanto ao fornecimento e tratamento dos dados para as finalidades ali constantes.