Filmes

Artigo

Doutor Estranho - e não Mefisto - deve complicar vida de Peter em Homem-Aranha 3

Adaptação conjunta de Um Momento no Tempo e Restos Mortais pode resolver problema da identidade secreta de Peter e explicar confusão no multiverso

Nico Garófalo
24.08.2021
23h06

Depois de muito mistério, o trailer de Homem-Aranha: Sem Volta Para Casa finalmente foi lançado na noite desta segunda-feira (23). A prévia confirmou o envolvimento do Homem-Aranha de Tom Holland com o multiverso, aberto de vez após ele pedir ajuda ao Doutor Estranho (Benedict Cumberbatch) para fazer o mundo esquecer que Peter Parker e o Amigão da Vizinhança são a mesma pessoa. O momento rapidamente levou fãs a associarem o filme ao infame arco de 2007 Um Dia a Mais, escrito por J. Michael Straczynski, em que Mefisto altera a linha temporal do Cabeça de Teia para salvar uma tia May à beira da morte e fazer o mundo esquecer a identidade secreta do herói. O novo filme do MCU, no entanto, deve se inspirar em outra história dos quadrinhos, com maior envolvimento de Estranho.

Sequência de Um Dia a Mais lançada em 2010, Um Momento no Tempo, escrita por Joe Quesada, revela as mudanças feitas por Mefisto na linha do tempo de Peter. Nessa nova realidade, Parker e MJ nunca se casaram e tia May foi salva de última hora pelo sobrinho com uma reanimação cardiorrespiratória. Ainda preocupado com o bem-estar de seus entes queridos, o Amigão da Vizinhança pede ajuda a Doutor Estranho, que recruta Tony Stark e Reed Richards para criar um vírus que apaga a memória de todos que têm conhecimento sobre a identidade secreta do Homem-Aranha. A conversa entre Peter e Strange no trailer parece apontar para uma solução semelhante, mas agora com o uso solitário da magia, já Stark está morto no MCU e o Senhor Fantástico sequer estreou ainda.

Já as consequências desse feitiço podem abraçar pequenos detalhes da recente Restos Mortais, escrita por Nick Spencer e atualmente em publicação no Brasil. Aqui, a versão da linha do tempo apagada de Harry Osborn volta do túmulo para cobrar Peter por seus pecados - incluindo o esquecido acordo com Mefisto que, entre outras coisas, desfez sua morte em uma nova realidade. Embora o grosso da trama seja ignorado, já que o melhor amigo de Peter nem ao menos apareceu no MCU até agora, o choque entre realidades e a permanência de algumas pessoas próximas ao herói que lembram de sua história pré-acordo com o demônio, fazem sentido. O encontro dessas linhas do tempo pode acontecer por causa da falta de conhecimento sobre o multiverso citada por Strange, com um ou outro personagem importante se lembrando das desventuras de Parker como o Homem-Aranha.

Multiverso MCU - Capítulo 3

Quando estrear, Homem-Aranha: Sem Volta Para Casa será efetivamente a terceira vez que o MCU abordará diretamente o multiverso. A primeira aconteceu em WandaVision, quando Wanda (Elizabeth Olsen) acidentalmente criou sua própria realidade para lidar com o luto pela morte do Visão (Paul Bettany). A segunda rolou em Loki, quando Sylvie (Sophia Di Martino), uma variante do Deus da Trapaça vivido por Tom Hiddleston, matou Aquele que Permanece (Jonathan Majors) e causou inúmeras ramificações na Linha do Tempo Sagrada.

Ainda que esses acontecimentos não sejam citados de forma direta no longa do Aranha, eles podem ser agravados pela viagem de Peter e Strange pelo espaço-tempo, já que o próprio Mago Supremo admitiu que sabe “assustadoramente pouco” sobre o multiverso. Dessa forma, as fraturas na realidade causadas por Homem-Aranha: Sem Volta Para Casa podem se juntar às de Loki e WandaVision, quebrando todas as barreiras entre realidades e afetando diretamente os acontecimentos de Doutor Estranho no Multiverso da Loucura.

Da mesma forma, o sonho de todos os fãs do Homem-Aranha de ver Holland, Maguire e Garfield reunidos parece hoje mais próximo de se tornar realidade do que nunca, justamente por causa do enorme buraco que as ações de Wanda, Strange e Sylvie causam na barreira do multiverso. Introduzir as ações da Feiticeira Escarlate e da Deusa da Trapaça pelo Disney+ para só então jogar Peter no contexto de realidades paralelas cria um ótimo encaixe para que Homem-Aranha: Sem Volta Para Casa se conecte ao momento atual do MCU com os três intérpretes do herói momentaneamente lado a lado.

Despedida Aranha do MCU?

Não é novidade para ninguém que os contratos dos atores de Homem-Aranha: Sem Volta Para Casa com a Marvel chegam ao fim com o lançamento do longa. A Sony, que detém os direitos de adaptação do Homem-Aranha, pode aproveitar a tentativa de Peter para recuperar seu anonimato para fechar as portas do personagem no MCU, separando o herói do universo dos Vingadores e usando as mudanças no multiverso como ponto final na parceria com a Disney.

Embora esse encerramento definitivo de ciclo não passe de especulação, colocar Peter como uma das peças mais importantes na abertura do multiverso para depois “trancá-lo” do lado de fora da franquia do Marvel Studios é um caminho mais lógico do que apenas fingir que sua passagem nunca aconteceu. Além disso, o conceito permite que, caso um novo acordo entre os estúdios seja feito, o Homem-Aranha transite livremente entre as séries cinematográficas da Sony e da Disney.

De qualquer forma, especular e teorizar sobre os acontecimentos de Homem-Aranha: Sem Volta Para Casa é um exercício divertido. A realidade é que todas as apostas, por mais seguras que sejam, só serão confirmadas ou descartadas quando o longa estrear em 16 de dezembro. Até lá, teremos que nos contentar com palpites baseados em passagens soltas de prévias e nossos desejos de fã.

Ao continuar navegando, declaro que estou ciente e concordo com a Política de Privacidade bem como manifesto o consentimento quanto ao fornecimento e tratamento dos dados para as finalidades ali constantes.