Park Seo-joon como Príncipe Yan em As Marvels (Reprodução)

Créditos da imagem: Park Seo-joon como Príncipe Yan em As Marvels (Reprodução)

Filmes

Entrevista

As Marvels | Park Seo-joon foi “primeira e única escolha” para Príncipe Yan

Nia DaCosta insistiu que o astro sul-coreano fosse escalado, diz produtora

Omelete
2 min de leitura
10.11.2023, às 06H00.

Nunca houve dúvida na mente da diretora Nia DaCosta quando o assunto era escalar o ator perfeito para interpretar o Príncipe Yan, regente do excêntrico planeta de Aladna e um velho conhecido de Carol Danvers (Brie Larson), em As Marvels. Segundo a produtora Mary Livanos, a primeira e única opção de DaCosta era o sul-coreano Park Seo-joon.

Desde o começo, quando estávamos conversando sobre trazer o Príncipe Yan para as telas, neste planeta extremamente musical de Aladna, Nia DaCosta disse: só há um ator que pode interpretar esse papel. Ela estava falando de Park Seo-joon”, declara ela ao Omelete.

O ator de 34 anos é um dos maiores nomes da indústria sul-coreana desde meados da década passada, colecionando hits televisivos como She Was Pretty, Hwarang, What’s Wrong with Secretary Kim e Itaewon Class. No cinema, ele foi apresentado para o público ocidental com sua participação especial em Parasita (ele é o amigo que indica Ki-woo para trabalhar na casa da família rica, dando o pontapé inicial na trama).

Foi incrível trabalhar com ele. Claro que precisamos usar muito o Google Tradutor no set, mas a barreira linguística é o de menos!, brinca Livanos. “Apesar de ser uma grande estrela, ele se tornou parte da família do filme quando percebemos o quanto ele se importa com seu personagem e com sua arte.

Indicando que os fãs devem se divertir com a química entre Park e Brie Larson, especialmente por causa do rico histórico” que existe entre os personagens, Livanos comemora a oportunidade de adaptar um arco marcante dos quadrinhos Capitã Marvel - especialmente porque ele foi criado originalmente por Kelly Sue DeConnick.

Desde que começamos a incluir a Capitã no MCU, nos inspiramos muito na fase de Kelly como roteirista. Ela é uma contadora de histórias incrível, e uma consultora em nossos filmes”, comenta. “Em As Marvels, especificamente, ela veio ao set quando estávamos filmando as cenas em Aladna, o que foi um sonho realizado para ela e para nós!”.

Foi Kelly quem fez Carol Danvers se transformar na Capitã Marvel, e ela trouxe uma leveza incrível às histórias da personagem, mas ao mesmo tempo uma reverência muito apropriada. Reverência ao fato de que ela é uma piloto, reverência à força que ela possui”, completa. “A nossa maior esperança, ao fazer estes filmes, é celebrar essa personagem como ela celebrou.

As Marvels já está em exibição nos cinemas brasileiros.

Omelete no Youtube

Confira os destaques desta última semana

Omelete no Youtube

Confira os destaques desta última semana

Ao continuar navegando, declaro que estou ciente e concordo com a nossa Política de Privacidade bem como manifesto o consentimento quanto ao fornecimento e tratamento dos dados e cookies para as finalidades ali constantes.