Mangás e Animes

Lista

Qual é a ordem para assistir Evangelion?

Um dos melhores animes de todos os tempos

Diego Lima
13.08.2021
09h00
Atualizada em
13.08.2021
15h32
Atualizada em 13.08.2021 às 15h32

Com a chegada dos filmes de Evangelion ao Prime Video, é natural que muitas pessoas se perguntem: afinal, qual é a ordem certa para assistir tudo, considerando o anime e os filmes?

Nesta matéria, o Omelete vai explicar a maneira "ideal" de acompanhar a história, embora seja possível justificar outras escolhas dependendo da perspectiva. Vamos começar com o que você precisa assistir primeiro e ir até o que ficaria por último.

Neon Genesis Evangelion

Rei em Evangelion.

Exibido originalmente entre 1995 e 1996, o anime original Neon Genesis Evangelion consiste em 26 episódios simplesmente incríveis que contam toda a primeira versão da história. Essa foi a primeira obra situada nesse universo.

Como você já pode ter ouvido falar, os últimos dois episódios de Neon Genesis Evangelion dividiram bastante os fãs. Mais do que isso, na verdade: podemos dizer que a maior parte das pessoas realmente não gosta da conclusão.

Assistindo aos dois capítulos finais, você com certeza terá alguma opinião forte a respeito. Podemos adiantar o seguinte: Evangelion está profundamente ligado ao estado psicológico do criador da série, Hideaki Anno. No anime original, a conclusão ignora algumas pontas soltas da história objetiva e foca simplesmente na conclusão simbólica do que vinha sendo discutido.

É uma experiência psicológica intensa e abstrata, com a qual muitas pessoas podem não se sentir satisfeitas.

The End of Evangelion

EVA em The End of Evangelion.

Situado após o final do episódio 24 do anime, The End of Evangelion substitui (ou complementa, dependendo da interpretação de quem assiste) os dois últimos episódios da série original.

Com a iminência do Plano de Instrumentalização Humana, Shinji Ikari descobre a verdade sobre a própria família e, novamente, tem de lidar com questões que vão muito além de batalhas entre robôs gigantes.

O final do filme ainda mantém parte da essência abstrata da conclusão do anime, mas oferece um desfecho com muito mais explicações objetivas a respeito da trama.

Há quem diga que esse é o verdadeiro final de Evangelion quando comparamos o longa animado de 1997 com o primeiro anime, mas poucos esperavam pelo que estava por vir.

Evangelion: 1.0 You Are (Not) Alone

Shinji no filme de 2007.

Em 2007, um novo filme animado situado no universo de Evangelion foi lançado. Tratava-se do primeiro longa-metragem animado do projeto conhecido como Rebuild of Evangelion.

Evangelion: 1.0 You Are (Not) Alone reconta a história do anime de maneira consideravelmente fiel à obra original, servindo como uma espécie de remake. Contudo, detalhes espalhados pelos cenários não passam despercebidos por quem acompanhou o seriado original até o final e assistiu a The End of Evangelion.

Você conhece a teoria de que vivemos ciclos que se repetem, certo? Pense em Rebuild of Evangelion como uma repetição da história original que não ignora o que aconteceu na primeira versão, mas permite alguns desvios ao longo do caminho. É confuso, mas tudo fará sentido quando você assistir.

Evangelion 2.0: You Can (Not) Advance

Trio principal de Evangelion.

Somente no segundo filme de Rebuild of Evangelion, lançado em 2009, Asuka se une a Shinji e Rei. Com o trio principal junto novamente, você pode até pensar que as coisas seguiriam como na série original, mas... Não, é completamente diferente.

Além da introdução de uma nova piloto de EVA, os acontecimentos em si jogam os personagens numa direção completamente nova. Há quem tenha reclamado e há quem tenha gostado; fato é que você precise assistir para tirar as próprias conclusões.

Evangelion 2.0: You Can (Not) Advance foi elogiado por boa parte da crítica e costuma ser considerado o melhor dos três primeiros filmes do Rebuild. Já o pior...

Evangelion 3.0: You Can (Not) Redo

Shinji e Kaworu.

Situado 14 anos após o segundo filme do Rebuild, Evangelion 3.0: You Can (Not) Redo foi lançado em 2012.

Na linha do tempo de Rebuild of Evangelion, Shinji só conhece Kaworu nesse filme. Eles chegam até mesmo a pilotar um EVA juntos, acredite se quiser. No entanto, a recepção por parte da crítica e dos fãs foi bem morna.

O longa animado mostra Misato Katsuragi como líder de uma nova organização chamada WILLE e traz revelações extremamente importantes para a trama. A verdade sobre Rei, sobre os EVA; tudo é revelado de maneira surpreendentemente expositiva.

Imediatamente após o terceiro filme, temos o quarto e último longa de Rebuild of Evangelion. Em tese, o final definitivo da obra.

Evangelion: 3.0+1.0 Thrice Upon A Time

Personagens de Evangelion.

Sim, foram nove anos de espera. O quarto e último filme de Rebuild of Evangelion foi lançado em 2021 no Ocidente e trouxe a conclusão definitiva de toda a obra.

Com respostas para perguntas que muitos se faziam há tempos, o quarto filme resgata o sentimento abstrato das conclusões da série original e de The End of Evangelion, fazendo referências evidentes, principalmente, ao filme lançado após o final da série original.

Com muito mais desenvolvimento para o pai de Shinji, batalhas insanas envolvendo Asuka e Mari, cenas particularmente cativantes focadas na Rei e um final absolutamente emocionante, o quarto filme de Evangelion encerra o ciclo da história e reflete até mesmo como Hideaki Anno mudou com o passar do tempo.

É quase impossível acreditar que um único filme conseguiu concluir de maneira coerente e satisfatória toda a construção desse universo extremamente complexo, embora alguns simbolismos exijam bastante atenção e certos detalhes só possam ser percebidos em uma segunda vez assistindo.

Uma conclusão digna para uma obra-prima só pode ser uma obra-prima.

Posso assistir só aos filmes?

Personagens principais de Evangelion.

Apesar de Rebuild of Evangelion ser uma obra completa que não depende de você ter assistido ao anime para fazer sentido, os acontecimentos tendem a ser muito mais impactantes se você possuir repertório.

Além disso, a estrutura "física" do mundo dos filmes de Evangelion conta com algumas características peculiares que só farão sentido se você souber o que aconteceu na série original e em The End of Evangelion.

Como dissemos ao longo do texto, Evangelion trabalha com uma ideia de existência em ciclo, com direito a algumas mudanças ao longo do caminho. Contudo, determinados acontecimentos de uma versão anterior podem interferir na seguinte.

Além desses fatores, existe ainda a importância da trajetória de Hideaki Anno para a história. Se você pesquisar um pouco sobre a história do criador de Evangelion entenderá quão profunda é a ligação entre a obra e o artista, que evoluíram juntos por décadas.

Ao continuar navegando, declaro que estou ciente e concordo com a Política de Privacidade bem como manifesto o consentimento quanto ao fornecimento e tratamento dos dados para as finalidades ali constantes.