Capa de Bleach: No Breaths from Hell

Créditos da imagem: Tite Kubo/Divulgação

Mangás e Animes

Artigo

Mangá especial de Bleach indica possível continuação em dimensão já conhecida

Saga do arco do inferno começou no quarto filme da franquia

Pedro Henrique Ribeiro
09.09.2021
17h10

Recentemente, o mangaká Tite Kubo lançou um mangá de tiro único em comemoração aos 20 anos de Bleach. O que deixou os fãs intrigados foi o ar de “vem mais por aí” que o autor deixou no novo capítulo. O capítulo termina com frases como “e a história continua” e “o uivo das bocas do arco do inferno”. Isso pode significar que o autor esteja planejando voltar com a história, mas esse “arco do inferno” não é novo no pedaço.

Bleach acompanha Ichigo Kurosaki, um estudante que pode ver fantasmas. Ele descobre, no dia em que conhece a ceifadora de almas Rukia Kuchiki, que existe uma ordem encarregada de combater os espíritos que se tornaram malignos, os Hollows. Esses guerreiros fazem parte das 13 divisões que protegem o equilíbrio das almas entre o nosso mundo e o além.

O novo capítulo apresenta novos personagens e mostra como está o elenco já conhecido. É importante lembrar que, para ler esse novo mangá, é preciso primeiro ter acompanhado o arco final da “Guerra dos Mil Anos”. Após as baixas na guerra, os novos capitães elegeram tenentes com habilidades muito interessantes - um dos principais pontos fortes das histórias de Kubo. Esses oficiais representam a maior parte das novas “aquisições” do mangá. Há também mais cenas com o filho de Ichigo e Inoue, Kazui, e a Ichika, fruto da relação tardia entre Rukia e Renji.

Capa de Bleach: No Breaths from Hell
Tite Kubo/Divulgação

A continuação da trama reúne esses nomes para provocar os fãs a todo um novo arco sobre a dimensão do inferno. As regras da trama dizem que os shinigamis (ceifeiros) precisam derrotar os hollows para que as almas deles sejam purificadas e enviadas à soul society. Lá não é o céu nem o purgatório, apenas a dimensão para onde as almas que não cometeram grandes pecados são enviadas. Já as almas muito corruptas, que cometeram crimes hediondos, são mandadas direto para o inferno. A primeira citação dele no anime aconteceu no quinto episódio da primeira temporada, “Acerto o Inimigo Invisível”. Um hollow foi puxado para lá após enganar a alma de uma criança para cometer mais crimes mesmo depois de morto.

Szayelaporro no novo mangá de Bleach
Reprodução

No novo capítulo, os tenentes são enviados à cidade de Karakura para capturarem um hollow vivo. Isso porque existe um antigo ritual na soul society chamado “Festival do Funeral das Almas” em que um hollow precisa ser morto “na frente” do túmulo de um capitão quando este completa 12 anos de morto. Até então, imaginava-se que essa fosse uma demonstração de respeito, mas um antigo inimigo Hollow apareceu de surpresa para revelar a verdade: esse ritual serve para mandar as almas dos capitães direto para o inferno.

Como funciona o inferno em Bleach?

O visual do inferno só aparece no filme Jigoku-hen, de 2010, o quarto e último longa de Bleach. Na trama, os “condenados” descobrem que podem quebrar as correntes do inferno com o poder de Ichigo. Então, eles decidem sequestrar suas irmãs para forçar o protagonista a viajar até os andares mais baixos do inferno. Nesse percurso, um falso aliado surge e finge compreender os sentimentos do shinigami substituto, mas o trai na primeira oportunidade.

Esse enredo não apresenta muitos argumentos que o sustentem, então dificilmente teria impacto em uma possível sequência do mangá. Entretanto, o filme nos traz algumas referências de como funciona o inferno na franquia.

Bleach: Jigoku-hen
Netflix/Divulgação

O inferno de Bleach não fica embaixo da terra, é apenas uma dimensão diferente do mundo real, hueco mundo e soul society. Ele é composto por “andares” que podemos transpor. O primeiro, é como um labirinto flutuante onde os espíritos que desistiram de lutar, agonizam pela eternidade. Após se jogar desse andar, encontramos uma espécie de cemitério de Kushanadas, os guardas infernais, sobre um gigantesco lago.

Para chegar até o terceiro subsolo é preciso nadar até as profundezas das águas e despencar para o piso seguinte - um conjunto de poços de ácido com um céu formado pelo lago. Depois disso, o filme mostra apenas mais dois pisos: o quarto, que parece um cemitério japonês, com muitas velas e neblina, e um cemitério de verdade, onde os ossos daqueles que não resistiram às torturas do inferno são jogados.

Ao final do filme, descobrimos que podem haver mais andares, pois, segundo Ichigo, o vilão, Kokuto, foi levado para as “profundezas do inferno”.

Regras gerais do inferno de Bleach no filme:

Kushanada, de Bleach: Jigoku-hen
Reprodução
  • O inferno é reservado para almas que cometeram pecados hediondos e não podem entrar na soul society;
  • As almas levadas ao inferno são acorrentadas lá pela eternidade. Elas sofrem torturas constantes dos Kushanadas, guardas bestiais criados a partir da própria matéria do inferno;
  • Os shinigamis não têm permissão de interferir no que acontece no inferno, mas têm o trabalho de monitorar a dimensão;
  • Uma alma morta no inferno, por qualquer motivo, pode renascer inúmeras vezes dependendo da força de vontade do indivíduo;
  • Se uma alma que não pertence ao inferno morrer lá dentro, ela é revivida e acorrentada;
  • A atmosfera do inferno é chamada de miasma e é altamente venenosa para humanos;
  • Não existe um purgatório, o destino da alma é definido automaticamente na morte com base nas ações boas e ruins que a pessoa cometeu em vida;
  • Arrependimento não tem validade.

Regras adicionadas no mangá especial:

  • Hollows de nível superior são enviados ao inferno após a morte e os buracos de suas almas vão para fora do corpo;
  • Shinigamis de nível capitão tem as almas enviadas ao inferno após a morte, pois a soul society não suporta a pressão espiritual de seus cadáveres;
  • É preciso matar um hollow sobre o túmulo do capitão para que a alma dele seja mandada para o inferno;
  • É preciso manter o equilíbrio entre o poder das almas enviadas para o inferno e as que permanecem na soul society, do contrário, as portas do inferno podem se abrir por dentro.

Se Kubo lançou esse capítulo para introduzir um novo arco, ainda não é possível dizer. Entretanto, temos a certeza de que ainda há muito o que experimentar em um universo tão vasto quanto o que ele construiu em Bleach. Dos novos personagens e suas habilidades curiosas aos novos ares da soul society sob o comando de Shunsui Kyouraku passando pelo possível retorno de alguns personagens... tudo isso merece ser contado, e estaremos aqui esperando, ansiosos.

Ao continuar navegando, declaro que estou ciente e concordo com a Política de Privacidade bem como manifesto o consentimento quanto ao fornecimento e tratamento dos dados para as finalidades ali constantes.