Mangás e Animes

Artigo

Eren é levado ao limite em retorno sentimental de Attack on Titan

Parte final do anime estreia com os últimos momentos pré-estrondo

Pedro Henrique Ribeiro
10.01.2022, às 17H42
ATUALIZADA EM 10.01.2022, ÀS 19H28
ATUALIZADA EM 10.01.2022, ÀS 19H28

Quando estreou no ano passado, a quarta temporada de Attack on Titan (ou Shingeki no Kyojin, no original) chamou atenção pelas diferenças na animação após o estúdio Mappa substituir o Wit no anime e também pela fúria que os filhos de Paradis despejaram em Marley. Após seu povo passar décadas sendo vítima de uma opressão invisível, Eren Yeager finalmente descobriu de quem era a mente por trás dos incessantes ataques dos titãs. A temporada final começa acompanhando a invasão de soldados da ilha ao continente, uma retaliação aos ataques que vimos desde os primeiros episódios. Com a resposta de Paradis a Marley, os inimigos do continente decidiram então realizar sua tréplica, pressionando Eren e o povo das muralhas.

[O texto abaixo contém spoilers do episódio 76 de Attack on Titan]

Ataques e represálias fazem parte da rotina dos fãs de Attack on Titan, mas dessa vez há um tom diferente no ar: depois de tantas mortes de ambos os lados, o principal combustível para eles agora são os sentimentos. Ódio, medo, amor, vingança e até mesmo esperança movem todas as peças do tabuleiro. Os mesmos soldados que antes marchavam seguindo ordens, por ideais acabaram transformando a guerra em algo pessoal, o que dará aos próximos episódios uma carga emocional importante.

Além de escancarar as emoções de todos os personagens, o episódio “Sentença” ainda mostrou que até mesmo o Titã de Ataque de Eren pode ser coagido. Quando lembramos que, além dos titãs que herdou do pai, o protagonista se apossou do Martelo de Guerra, é difícil imaginá-lo sendo pressionado, mas a estratégia inimiga foi certeira e deixou todos os soldados da ilha encurralados — ou mortos. O desespero fez com que a facção yeagerista apelasse para a ajuda dos próprios prisioneiros, e a resposta deles será mostrada no próximo episódio.

Em tempo, vale uma atenção especial à estética do anime, que foi bastante trabalhada nesse episódio, introduzindo muitos movimentos 3D às batalhas. A nova abertura surpreendeu ao dar alguns spoilers do que está por vir no final do anime, mas ainda assim foi aclamada pela qualidade de animação e boa escolha da música: “The Rumbling”, da banda SiM (assista no topo da matéria). O clipe de encerramento seguiu os padrões da indústria japonesa com a melódica música “Akuma no Ko”, de Ai Higuchi (assista abaixo).

Muitos fãs especularam que o anime teria uma final diferente após as várias críticas ao que o autor Hajime Isayama fez no mangá, mas as chances de isso acontecer são ínfimas. O anime deve seguir o que foi construído no mangá, dando foco às lutas e a verdade por trás das ações de Eren Yeager. A segunda parte da quarta temporada de Attack on Titan terá 16 episódios lançados semanalmente aos domingos na Crunchyroll e Funimation.

Ao continuar navegando, declaro que estou ciente e concordo com a Política de Privacidade bem como manifesto o consentimento quanto ao fornecimento e tratamento dos dados e cookies para as finalidades ali constantes.