Portugal. The Man lollapalooza

Créditos da imagem: Camila Cara/Lollapalooza 2019/Divulgação

Música

Notícia

Portugal. The Man leva tribo indígena ao palco e faz momento ambientalista

Banda criou clima político logo no início da apresentação

Julia Sabbaga e Mariana Canhisares
05.04.2019
15h22
Atualizada em
05.04.2019
16h16
Atualizada em 05.04.2019 às 16h16

O começo do show do Portugal. The Man no Lollapalooza criou um momento emocionante no palco Onix com discursos ambientalistas e resposta política dos fãs. Antes do início do show, o vocalista John Baldwin Gourley disse que aprendeu com o povo brasileiro e se inspirou na música do país, como do Sepultura, para aprender sobre os povos indígenas. Apesar do estranho início, ficou logo clara a intenção da banda: chamar membros de uma tribo Guarani ao palco.

Camila Cara/Lollapalooza 2019/Divulgação

Ao microfone, o porta-voz da tribo relembrou o público que os indígenas representam 5% da população mundial e são os principais responsáveis pela preservação do ambiente. Com pedidos de “demarcação já” e fim do genocídio indígena, o público rapidamente respondeu o momento com xingamentos ao presidente Jair Bolsonaro. “Vamos lutar pela sobrevivência da futura geração!”, ele disse, antes de sair do palco.

Camila Cara/Lollapalooza 2019/Divulgação

O show do Portugal. The Man começou com um cover de “Another Brick In The Wall”, do Pink Floyd, com um letreiro em português no telão: “Não é sobre o que você fala, é sobre o que você faz”.