Homem-Aranha | Presidente da Sony pede demissão e franquia pode mudar

Filmes

Notícia

Homem-Aranha | Presidente da Sony pede demissão e franquia pode mudar

Incerteza no estúdio deve afetar os filmes do super-herói

Marcelo Hessel
05.02.2015
23h43
Atualizada em
29.06.2018
02h40
Atualizada em 29.06.2018 às 02h40

Figura central do escândalo dos emails vazados da Sony Pictures no final de 2014, a presidente do conselho do estúdio, Amy Pascal, anunciou nesta quinta-feira que deixará o cargo em maio. A decisão pode afetar o futuro dos filmes do Homem-Aranha no estúdio.

Embora a saída de Pascal e a entrada de um substituto só devam afetar o cronograma de lançamentos da Sony a médio prazo, a incerteza do estúdio em relação à franquia do super-herói da Marvel pode gerar novas discussões nos próximos meses.

A Sony tem datas reservadas a partir de 2016 para os filmes derivados de Homem-Aranha, como Sexteto Sinistro, mas até agora não há previsão de filmagens ou sequer um elenco contratado. Sob nova gestão, esses filmes podem ser mais facilmente alterados do que projetos já em produção, embora Amy Pascal, no seu pacote de demissão, continue como produtora da franquia em futuros longas.

Os Vingadores 3 terá o Homem-Aranha, garante site

Enquanto desenvolve filmes derivados do herói, a Sony promete lançar um novo longa do Homem-Aranha em 2018.

Ao continuar navegando, declaro que estou ciente e concordo com a Política de Privacidade bem como manifesto o consentimento quanto ao fornecimento e tratamento dos dados para as finalidades ali constantes.