A Ponte: The Bridge Brasil | Murilo Rosa comenta surpresas do reality

Créditos da imagem: Divulgação

Séries e TV

Artigo

A Ponte: The Bridge Brasil | Murilo Rosa comenta surpresas do reality

Ator e apresentador conversou com o Omelete sobre o reality da HBO Max

Omelete
2 min de leitura
Beatriz Amendola
23.06.2022, às 11H46
ATUALIZADA EM 23.06.2022, ÀS 11H57
ATUALIZADA EM 23.06.2022, ÀS 11H57

Famosos e anônimos em uma locação remota, em meio à natureza – a descrição pode até lembrar o No Limite, mas no reality show A Ponte: The Bridge Brasil, da HBO Max, os participantes precisam não só competir, mas também cooperar entre si para construir a ponte do título. Isso, claro, em meio a muitas reviravoltas feitas para bagunçar o jogo, que revela seu vencedor nos episódios divulgados nesta quinta-feira (23).

Não vamos contar aqui quem ganhou o prêmio do reality, que juntou celebridades como a atriz Daniele Winits e o cantor Badauí a anônimos em busca da bolada de R$ 500 mil. Mas conversamos com Murilo Rosa, ator e apresentador de A Ponte, que deu mais detalhes sobre a experiência de gravar o reality em meio à Mata Atlântica.

“Eu lembro até hoje de chegar ali naquele movimento todo e ver aqueles caminhões de guerra no meio daquela floresta, com muita lama. Já vi que tinha uma aventura diferente pela frente”, conta ele, elegendo as chuvas da região como o maior obstáculo da produção: “O maior perrengue foi por causa da chuva, a dificuldade de construir ali naquele local uma estrutura de gravação”.

Assim como os participantes, Murilo e a equipe de produção também passaram quase um mês isolados em meio à mata, acompanhando de perto (mas à distância) os 12 participantes e mexendo com os rumos do jogo por meio de mensagens que chegam a eles periodicamente. “Você está lidando com ao vivo ali algumas situações reais, então os caminhos vão mudando a todo momento, né? E eu sou um apresentador que de certa forma vai criando esses conflitos, essas dinâmicas para os participantes”.

Mas Murilo – pequeno spoiler aqui – no fim acabou por se encontrar pessoalmente com os competidores – um momento que ele descreve como “emocionante”. “É muito legal, porque teve algumas pessoas ali que eu já conhecia, que eu já trabalhei. E eles não sabiam que eu estava lá (...). Quando eu revelo, as pessoas tomam esse susto, e foi muito legal, muito emocionante”.

Para o apresentador, acompanhar os participantes no processo de construção foi uma experiência única. “Estar junto com pessoas diferentes pode ser um conflito ou pode ser um aprendizado, né? Qual caminho que você quer escolher? Por onde você quer ir? E a partir do momento que eles constroem uma ponte e todos juntos vão passar por essa ponte, isso significa que eles chegaram a algum lugar. E é um processo difícil para eles”.

Mas no fim, ele acredita que o reality deixa uma lição valiosa: “Construir pontes é sempre o melhor caminho”.

A Ponte: The Bridge Brasil já está inteiramente disponível na HBO Max.

 

Conteúdo Patrocinado

Ao continuar navegando, declaro que estou ciente e concordo com a Política de Privacidade bem como manifesto o consentimento quanto ao fornecimento e tratamento dos dados e cookies para as finalidades ali constantes.