Filmes

Notícia

Harry Potter | J. K. Rowling lança edições digitais dos livros

Pottermore vende os livros com exclusividade

Ederli Fortunato
28.03.2012, às 16H35
ATUALIZADA EM 29.06.2018, ÀS 02H39
ATUALIZADA EM 29.06.2018, ÀS 02H39

O site Pottermore iniciou nesta terça-feira a venda das edições digitais dos sete livros da série Harry Potter. Por enquanto, estão disponíveis somente em inglês nas opções em texto e áudio. Nas próximas semanas, serão disponibilizadas as versões em francês, italiano, alemão e espanhol. A próxima fase será o lançamento de edições com vídeos e outros anexos.

harry potter

None

O lançamento está sendo observado com cuidado por quebrar duas regras da indústria de edições digitais. No atual modelo de negócios, os livros são vendidos codificados, com cada loja virtual vendendo edições acessíveis somente aos seus equipamentos de leitura sob o argumento de proteção contra a pirataria. J.K. Rowling não só disponibilizou versões compatíveis com vários leitores digitais como também com smartphones, PCs e tablets. Além disso, os leitores poderão passar o livro de um equipamento a outro sem problemas. Em comentário ao jornal Boston Globe, o presidente do Pottermore, Charles Redmayne, disse que mesmo sem edições digitais oficiais, a série já é campeã de pirataria e que a empresa acredita que após comprar um livro, o leitor tem o direito de ler onde quiser. Caso seja bem sucedida, a venda de cópias sem codificação pode se transformar no novo modelo usado pelas editoras de livros digitais.

A autora também decidiu abrir sua própria loja, fechando acordos com as livrarias virtuais, que apenas direcionam os leitores ao Pottermore. Isto permite não só que Rowling fique com a maior parte do lucro dos livros como também mantenha para si o relacionamento com o leitor. Esse contato direto é imprescindível para o lançamento de novos produtos. A única empresa que não aceitou o novo formato foi a Apple, o que explica a ausência de Harry Potter da iBookstore. O formato de loja própria não deve ser tornar modelo, pois poucos autores teriam o poder econômico de Rowling, mas a nova divisão de lucros pode influenciar os futuros contratos entre editoras e autores.

A série Harry Potter vendeu 450 milhões de cópias em todo o mundo. Rowling anunciou que agora está trabalhando num livro para o público adulto. Lançado em 2011 em versão experimental, o site Pottermore promete entrar no ar com sua versão completa, em abril.

Omelete no Youtube

Confira os destaques desta última semana

Omelete no Youtube

Confira os destaques desta última semana

Ao continuar navegando, declaro que estou ciente e concordo com a nossa Política de Privacidade bem como manifesto o consentimento quanto ao fornecimento e tratamento dos dados e cookies para as finalidades ali constantes.