Séries e TV

Notícia

Hannibal | Produtora diz que série foi cancelada devido à pirataria

Um terço da audiência vinha de downloads ilegais

Cesar Gaglioni
18.03.2016
14h05
Atualizada em
29.06.2018
02h39
Atualizada em 29.06.2018 às 02h39

Em um artigo escrito ao The Hill, a produtora-executiva Martha De Laurentiis falou sobre o cancelamento de Hannibal e apontou que o grande número de downloads ilegais foi parcialmente responsável pelo fim da série.

None

"Quando a NBC decidiu não renovar Hannibal para uma quarta temporada não foi difícil estabelecer uma conexão entre o destino da série e a pirataria. Nosso programa ficou na quinta posição do ranking de séries mais pirateadas em sites de download. Quase um terço de nossa audiência vinha dos downloads ilegais, mesmo com uma versão legítima sendo disponibilizada toda semana no dia seguinte da exibição dos episódios. A pirataria matou Hannibal? Essa é uma questão que vai ficar no ar por mais um tempo. Mas os dois milhões de downloads são parcialmente responsáveis pelo fim da série", escreveu De Laurentiis.

Durante o tempo que esteve no ar, Hannibal sempre sofreu com os números de audiência e esteve em constante risco de cancelamento, o que acabou acontecendo durante a exibição da terceira temporada do programa. Boatos de que a série poderia ser comprada por outro canal ou por algum serviço de streaming ganharam força após o término do seriado, mas nenhum plano foi concretizado.

Hannibal, que ainda conta com diversos fãs, reimaginava a história do icônico personagem apresentado em O Silêncio dos Inocentes. No Brasil o canal pago AXN reprisa as três temporadas às segundas e aos sábados, 0h e 13h45, respectivamente.

Ao continuar navegando, declaro que estou ciente e concordo com a Política de Privacidade bem como manifesto o consentimento quanto ao fornecimento e tratamento dos dados para as finalidades ali constantes.