Filmes

Notícia

Guillermo del Toro fala sobre série do Hulk e filmes de heróis

Diretor revela que quase dirigiu Thor e The Wolverine

Natália Bridi
07.08.2012
09h16
Atualizada em
29.06.2018
02h39
Atualizada em 29.06.2018 às 02h39

Guillermo del Toro revelou aos nossos parceiros do Collider o status da série de TV do Hulk, o seu gosto diferente por super-heróis e os filmes do gênero que quase dirigiu.

hulk

None

De acordo com o cineasta, O Incrível Hulk continua em desenvolvimento e deve ter um grande nome envolvido no roteiro: "Tive uma reunião com a Marvel depois de Os Vingadores e tivemos uma conversa muito, muito boa. Tem um roteirista que quero trazer a bordo, um nome muito, muito concreto. Não posso revelar, mas queremos esperar por esse roteirista. É um roteirista que está comprometido com outra coisa agora. Então agora estamos aguardando até que ele seja liberado, para então fazermos uma nova versão do roteiro".

Questionado se não gostaria de dirigir nenhum outro filme de super-herói além de Hellboy (que pode ganhar um terceiro longa), Del Toro explica que não é exatamente a parte heroica que lhe interessa: "O negócio é que não sou um cara de super-heróis. Gosto de monstros, e quando o monstro é um herói, é um fator derivado. Como Hellboy, Hulk, Homem-Coisa, Monstro do Pântano, Sandman, Constantine, Dr. Estranho, Espectro, Desafiador. Esses eram super-heróis que eu seguia religiosamente quando criança. Adorava o cruzamento do gênero dos heróis com o horror. Morbius. Esses eram os caras que faziam parte do meu mundo. Blade. Então, para me interessar foi um filme de heróis, precisaria ser algo do lado negro ou algo criado por Jack Kirby. Kamandi, Etrigan, Senhor Milagre - adoro qualquer coisa do Kirby".

Ainda assim, os estúdios procuram o diretor para as adaptações dos quadrinhos, com Thor e The Wolverine chegando perto de serem comandados por Del Toro: "Fiquei bem próximo de dirigir Thor , pois eu realmente queria abordar a mitologia nórdica...É algo que me atrai muito. Criar os gigantes e criar uma versão ainda mais fantástica disso. Mas não é como se eu tivesse muitas reuniões discutindo filmes de super-herói com os estúdios. Eles vêm a mim. Normalmente eu recuso, respeitosamente ou não. Eles gostam que respondemos rápido. Eu fiquei bastante atraído por fazer The Wolverine no Japão, pois é meu capítulo favorito da história do Wolverine. Mas não sou um cara de super-heróis. É bem díficil para mim... Uma coisa é gostar de algo e outra é se comprometer com isso por dois, três anos. Falei com Jim Gianopulos [executivo da Fox] há um tempo. Pensei sobre isso. Cheguei a me encontrar com Hugh Jackman. Mas uma coisa é dizer...Você precisa diferenciar entre o amor de fã, o que é algo como namorar, e criar algo do zero, o que leva dois, três anos da sua vida, o que é como um casamento".

Del Toro se prepara agora para lançar Pacific Rim, o seu "poema para os montros gigantes" com estreia marcada para maio de 2013. Assista ao vídeo da entrevista:

Leia mais sobre Guillermo del Toro

Ao continuar navegando, declaro que estou ciente e concordo com a Política de Privacidade bem como manifesto o consentimento quanto ao fornecimento e tratamento dos dados para as finalidades ali constantes.