Séries e TV

Artigo

Glee | O lado sombrio e as polêmicas de bastidores

Produção de Ryan Murphy completa 11 anos este mês

A cozinha
17.05.2020
12h00

Esse mês, Glee completa onze anos da exibição de seu primeiro episódio, e entre capítulos marcantes e performances musicais que entraram para história, existem bastidores sombrios e polêmicos que ninguém poderia imaginar.

 

A história de Glee começa muito antes do primeiro episódio ir ao ar, em meados dos anos 2000, quando o roteirista Ian Brennan queria escrever algo sobre sua experiência no coral de seu colégio e desenvolveu o que viria a ser de fato Glee. Mas no início, a ideia era que Glee fosse um longa, mas quando o roteiro chegou em Ryan Murphy, que no final da década já tinha uma série de sucesso chamada Popular e chegava ao estrelato com Nip/Tuck, o roteiro foi totalmente reescrito para a TV e começou a procura por uma produtora que aceitasse o desafio. Surpreendentemente, apenas 15 horas após receber o roteiro, a Fox comprou a ideia.

Apesar da Fox sugerir nomes mais conhecidos, Murphy e sua equipe queriam rostos desconhecidos, e por isso, audições foram abertas para o público ao mesmo tempo que a produção convidava atores e atrizes com experiência na Broadway. Uma dessas atrizes  era uma jovem chamada Lea Michele - que fez uma das piores audições de sua vida. Esses acidentes felizes foram uma constante durante o processo de escolha dos atores. Chris Colfer, por exemplo, não tinha experiência nenhuma relacionada a atuação, mas foi tão bem e tão carismático em seu teste que Ryan Murphy decidiu criar um papel especialmente pra ele. 

A produção conturbada

Com um elenco repleto de jovens, era inevitável a formação de alguns casais durante a temporada. O primeiro deles foi entre Mark Salling e Naya Rivera, que na série viveram um romance rápido, viraram amigos com benefícios e depois mantiveram uma bela amizade durante anos. O problema é que fora da tela a relação deles não era exatamente assim. O relacionamento foi descrito como conturbado por outros membros do elenco e não demorou para virar uma grande dor de cabeça. 

Desde a estreia da série, circulam por Hollywood boatos sobre o comportamento de Lea Michele. Ao longo das gravações, ela teria começado a agir como uma diva, de acordo com relatos de bastidores, desmentidos, é claro, pela própria atriz. Estava claro que parte do elenco tinha sérios problemas com Michelle, mas havia uma pessoa que queria apenas ficar ao seu lado: Cory Monteith.

Apesar de se conhecerem desde 2009, foi apenas em 2012 que eles começaram de fato um relacionamento. O casal foi visto comemorando o dia dos namoreados em Los Angeles e não demorou muito para o ator levar a amada para conhecer o Canadá, o seu país natal. Depois disso, eles viraram inseparáveis. Cory, por sua vez, era uma criança prodígio e, aos cinco anos, já lia com facilidade. Porém, aos 13 anos ele começou a fugir da escola para usar drogas e não demorou para que ele virasse um jovem-problema. Aos 16 anos, já tinha passado por 12 escolas diferentes.

Tudo isso e muito mais pode ser conferido no novo episódio do Retrato Omelete, no topo da página, que relembra o lado sombrio e as polêmicas de bastidores de Glee.