Filmes

Notícia

X-Men: First Class | Elenco comenta o visual e as polêmicas não param

Filmagens extras em Los Angeles estariam refazendo diversas cenas

Marcelo Hessel
21.01.2011
13h56
Atualizada em
02.11.2016
17h03
Atualizada em 02.11.2016 às 17h03

X-Men: First Class, o novo filme dos X-Men, já começou a mostrar a cara, mas o vazamento da primeira imagem, na terça-feira, continua sendo um mistério. A 20th Century Fox diz que não autorizou e que a foto não estava aprovada ou finalizada, embora ela estivesse em poder do MSN para ilustrar entrevistas que o portal fez com parte do elenco.

Da sua parte, o diretor Matthew Vaughn disse na quarta ao /Film que não foi consultado. "Dei uma bronca neles ontem [na terça]. Não sei de onde diabos veio essa montagem. Não acho que seja da Fox. Não é uma imagem pré-aprovada. É um Photoshop mal feito, não reflete o que é o filme. Fiquei chocado quando vi. Eu sou fã de X-Men. Nós não estamos tentando acabar com a franquia, estamos tentando tornar os X-Men uma equipe de novo."

x-men

None

O diretor fala dos uniformes, que devem aparecer só mais adiante na trama. "As roupas são amarelas e azuis porque, porra, decidimos fazer como era o uniforme original. Aliás, elas aparecem muito pouco no filme. Os figurinos principais são umas coisas legais meio James Bond nos anos 60", completa.

Alheio à polêmica, o elenco tem dado entrevistas também. O Moviefone falou com Kevin Bacon sobre seu papel, Sebastian Shaw. O ator diz que não chegamos a ver muito de sua história. "Ele perdeu o pai ainda muito novo e conseguiu seu primeiro milhão [de dólares] aos 30 anos e o primeiro bilhão aos 40. Ele é um bilionário muito poderoso que também acontece de ser mutante. [...] Ele é muito bom em manipulação e conseguir converter qualquer tipo de energia ou habilidade que as pessoas tenham e tirar vantagem disso. Por exemplo, se ele está falando com um alemão, ele é fluente em alemão. Ele é bem charmoso e sempre consegue o que quer."

Quanto à aparência de Shaw, ficou bem diferente dos quadrinhos: "Existe um certo estilo dos ternos que eu uso, mas eu não tenho nada de especial no departamento de maquiagem". Sobre o visual do filme de modo geral: "Eu ainda não posso dizer nada sobre as coisas visuais até ter visto os efeitos. Mas do ponto de vista da história, é legal ver a criação daquele esquadrão de elite e, ainda assim, eles estão em um clima de faculdade, romances, festas...".

Michael Fassbender, o Magneto, falou com o MSN: "Eu nunca fui um grande fã de quadrinhos, mas achei que pudesse ser interessante voltar à história de quando eles eram amigos. Tomara que eu não desaponte os fãs, porque eu sei que o que Ian McKellen fez foi muito bem sucedido".

Quando questionado sobre os uniformes, Fassbender disse que "fomos e voltamos várias vezes em diferentes ideias. Nós adicionamos coisas que funcionaram nos quadrinhos, as tiramos, depois colocamos de volta... Com a roupa de Magneto, há vários estágios, mas respeitam a tradição dos quadrinhos. Tem o elmo, que foi feito para manter o menino Charlie fora de minha cabeça, e as cores são tradicionais, com o vermelho e o púrpura [a descrição do primeiro trailer já adiantava que Magneto trocará o azul-amarelo pelo vermelho em algum ponto do filme]".

January Jones, por último, falou com o IGN sobre a Rainha Branca: "Para uma mulher ficar sarada daquele jeito e não perder as curvas foi um desafio. Tive que fazer treinamento para perder peso e musculação. A ação e os aspectos físicos da personagem, que eu nem imaginava, foram muito divertidos de fazer, porque os poderes dela são fortes tanto mentalmente quanto fisicamente. Eu não precisei fazer nenhuma cena de ação com cabos, mas outros atores precisaram. A maioria das minhas cenas são com Kevin Bacon, [James] McAvoy e [Michael] Fassbender.

"O Clube do Inferno parece meio um clube da Playboy. Não entramos muito na história de Emma com Shaw, o passado deles é mais um mistério. Quem conhece os quadrinhos vai entender porque ela reage a algumas coisas de uma certa forma, mas o público no cinema não vai ficar confuso quando a vir reagindo a essas coisas", emenda. Sobre a participação de Emma na cisão de Xavier e Magneto, comenta por cima: "Eu tenho um pouco de dificuldade em definir quem é bonzinho e que não é, pois todos são pró-mutantes. Tudo se resume a quem confia nos humanos e quem não confia".

January faz um comentário que casa com uma especulação do Latino Review. "Ainda estamos filmando. Eles estão montando o filme e cuidando dos efeitos visuais enquanto rodamos", disse ela ao IGN. Segundo o Latino Review, as cenas que estão sendo rodadas em estúdios de Los Angeles não são apenas pequenas correções, mas cenas inteiras refeitas. Pela conta do site, enquanto Vaughn acompanha a montagem, uma outra unidade está rodando em L.A. por seis semanas - tempo suficiente para fazer um filme do zero.

Vale dizer que o Latino Review, embora tenha boas fontes, adora ver o circo pegar fogo e não mede os exageros. Encare essa última informação com desconfiança, portanto.

A trama mistura o pano de fundo dos anos 1960 com a história do primeiro encontro de Charles Xavier (James McAvoy) com Erik Lehnsherr (Michael Fassbender), o futuro Magneto, e terá o Clube do Inferno, liderado por Sebastian Shaw (Kevin Bacon), entre os vilões.

January Jones (Emma Frost), Lucas Till (Destrutor), Nicholas Hoult (Fera), Caleb Landry Jones (Banshee), Edi Gathegi (Darwin), Oliver Platt ("Homem de Preto"), Rose Byrne (Moira MacTaggert), Jason Flemyng (Azazel), Jennifer Lawrence (Mística), Morgan Lily (Mística criança), Zoe Kravitz (Angel), Álex González (Maré Selvagem) e Bill Milner (jovem Magneto) também estão no elenco.

O lançamento acontece em 3 de junho.