Turma da Mônica Jovem | Novos atores falam da pressão de viver os personagens

Filmes

Entrevista

Turma da Mônica Jovem | Novos atores falam da pressão de viver os personagens

Reflexos do Medo estreia em janeiro de 2024

Omelete
3 min de leitura
20.11.2023, às 12H32.

A pressão de vestir a capa de um herói nunca é pouca. Vemos isso na antecipação dos fãs por anúncios de elenco e nas respostas a cada escalação que é anunciada pela Marvel ou a DC, por exemplo. E enquanto o público brasileiro tem sim suas opiniões fortes sobre quem deveria interpretar o Quarteto Fantástico, poucas expectativas são tão altas quanto para ver a Turma da Mônica ganhar vida. Um dos principais patrimônios culturais brasileiros, a turma de Mauricio de Sousa faz parte do nosso imaginário popular, e não é difícil imaginar que ser escalado para viver Mônica, Magali, Cascão e Cebolinha seja uma baita responsabilidade. 

Claro que isso tem um efeito sobre os atores de Reflexos do Medo. Sob os ombros destes jovens atores está a expectativa de diferentes gerações, ainda mais porque eles chegam depois do lançamento das adaptações live-action dos gibis clássicos. Turma da Mônica Jovem é diferente, claro, mas não é todo mundo que entende isso, e conviver com as emoções intensas dos fãs não deve ser uma tarefa fácil. Xande Valois e Theo Salomão, o Cebolinha e o Cascão do novo longa, falaram ao Omelete como é lidar com isso, e demonstraram uma serenidade admirável ao serem questionados sobre a pressão com a qual estão vivendo:

“Todo projeto tem [pressão], mas esse principalmente por serem personagens já existentes, por ter toda essa idealização do público para ver um projeto que tá há muito tempo para sair”, disse Valois. “Existe uma pressão de entregar as HQs, os gibis, a pressão de entregar o Cascão que os fãs merecem”, completou Salomão. No fim das contas, os dois concordam que todos ali fizeram por merecer: “Último dia de gravação e estamos saindo de cabeça erguida”.  

Para os dois, o que deu confiança para saber que eram as pessoas certas para o papel eram suas semelhanças - e o amor de cada um - pelos seus respectivos personagens. “O Cebola é tão confiante, que acaba sendo um pouco soberbo. Mas ele é sagaz, confiante, sabe que as coisas vão dar certo”, explicou o intérprete do garoto. “Foi essa cabeça que eu estava na época do teste e acho que tem a ver com o personagem”. Salomão, fã de Cascão desde pequeno, também atribui sua escalação a isso: “Nada nos prepara para fazer um teste dessa magnitude, mas acho que o que mais me preparou foi a personalidade”.

O apoio da turminha clássica

Com tanta expectativa, claro que é difícil lidar com as reações dos fãs que esperavam que o elenco clássico (dos últimos dois filmes e a série live-action) assumisse o papel da Turma da Mônica Jovem. O que estes fãs ignoram, no entanto, foi todo o apoio que o elenco antigo deu para o novo, não só publicamente, em postagens nas redes sociais, mas em conversas que Valois e Salomão nos contaram que aconteceram no período de preparação para a produção. 

O intérprete de Cebolinha diz ter recebido parabéns de Giulia Benite, Kevin Vecchiato e Becca Guerra, e fala que a interação com o antigo elenco é primordial. “Querendo ou não, todo mundo aqui é ator”, completa Salomão. “O acolhimento que eles tiveram com a gente foi muito bonito de ver”. 

Turma da Mônica Jovem: Reflexos do Medo estreia em janeiro. 

Omelete no Youtube

Confira os destaques desta última semana

Omelete no Youtube

Confira os destaques desta última semana

Ao continuar navegando, declaro que estou ciente e concordo com a nossa Política de Privacidade bem como manifesto o consentimento quanto ao fornecimento e tratamento dos dados e cookies para as finalidades ali constantes.