Cena de Tudo em Todo o Lugar ao Mesmo Tempo

Créditos da imagem: Reprodução

Filmes

Entrevista

De Jackass a Super Mario: Diretores listam referências de Tudo em Todo o Lugar

Daniels falam ao Omelete sobre as inspirações que os fãs ainda não identificaram

Omelete
3 min de leitura
Caio Coletti
01.07.2022, às 16H58

Daniel Scheinert dá risada quando o Omelete aponta que uma sequência específica de Tudo em Todo o Lugar ao Mesmo Tempo carrega algumas das marcas visuais do cineasta Wong Kar-Wai, conhecido por dramas românticos como Amor à Flor da Pele e Felizes Juntos. “Não é nem uma referência a Wong Kar-Wai, nós apenas o copiamos, 100%”, brinca ele.

O jeito desbocado de falar das inspirações para o longa é parte do charme da dupla de diretores, mas eles têm um bom motivo para colocar tantas influências juntas. “Fazemos esse tipo de coisa para dar a cada cena uma linguagem específica, para o espectador imediatamente pensar: 'Ok, eu sei onde estou'”, justifica Sheinert.

Atualmente, é difícil pensar em referências que os fãs de Tudo em Todo o Lugar ao Mesmo Tempo já não tenham identificado. “Algumas pessoas ficaram obcecadas pelo nosso filme, entraram em contato conosco dizendo que o assistiram 10 vezes nos cinemas, então elas encontraram a maior parte das coisas que colocamos ali”, diz o parceiro de direção de Scheinert, Daniel Kwan.

Alguém me mandou uma mensagem dizendo que tinha visto o filme pela terceira vez e percebido que a estrutura dele era semelhante à de A Felicidade Não Se Compra”, lembra ele, se referindo ao clássico natalino de 1946 onde James Stewart descobre como seria o mundo se ele não existisse, e aprende a valorizar a sua vida no processo. “Nós assistimos a este filme o tempo todo, e a Feitiço do Tempo também, para discutir sobre a história”.

Dos games ao cinema cult

Ke Huy Quan em cena de Tudo em Todo o Lugar ao Mesmo Tempo
Ke Huy Quan em cena de Tudo em Todo o Lugar ao Mesmo Tempo (Reprodução)

Nem só de referências “cabeçudas” vive Tudo em Todo o Lugar ao Mesmo Tempo, no entanto. Como Scheinert nos conta, uma parte importante do filme foi inspirada na franquia Jackass - aquela mesma, de Johnny Knoxville e companhia, em que uma trupe de desmiolados realiza desafios extremos só pelas gargalhadas.

Jackass é o máximo de diversão que você pode ter em um cinema. Todo mundo está gritando em direção à tela nas sessões dos filmes deles”, elogia o cineasta. “E os nossos personagens precisam fazer coisas bizarras para pular entre dimensões, então esses momentos são muito inspirados em Jackass.

Michelle Yeoh em cena de Tudo em Todo o Lugar ao Mesmo Tempo
Michelle Yeoh em cena de Tudo em Todo o Lugar ao Mesmo Tempo (Reprodução)

Para Kwan, é outro pequeno detalhe do filme que carrega um significado especial. “Uma referência da qual eu tenho orgulho é Super Smash Bros. O som que toca quando você consegue fazer um home run, nós o imitamos para quando Evelyn usa o seu dedinho para lutar”, revela.

Por fim, os diretores nos contam uma última inspiração: Mike Mills, o diretor de dramas independentes celebrados como Toda Forma de Amor e Sempre em Frente. “Naquela cena em que Jobu conta sobre tudo o que está no bagel, usamos um estilo meio documental para a montagem, com anúncios da Craigslist e cenas de arquivo... Nós dois amamos Mike Mills, e ele tem um jeito quase matemático de apresentar suas montagens, então foi divertido brincar com isso”, diz Scheinert.

Tudo em Todo o Lugar ao Mesmo Tempo está em cartaz nos cinemas brasileiros

Ao continuar navegando, declaro que estou ciente e concordo com a Política de Privacidade bem como manifesto o consentimento quanto ao fornecimento e tratamento dos dados e cookies para as finalidades ali constantes.