Por que Charlie não está em Top Gun 2? Atriz e diretor dão versões diferentes

Créditos da imagem: Tom Cruise e Kelly McGillis em cena de Top Gun: Ases Indomáveis (Reprodução)

Filmes

Artigo

Por que Charlie não está em Top Gun 2? Atriz e diretor dão versões diferentes

Kelly McGillis nunca foi convidada para reprisar o papel em Top Gun: Maverick

Omelete
4 min de leitura
Caio Coletti
24.05.2022, às 14H15
ATUALIZADA EM 25.05.2022, ÀS 08H21
ATUALIZADA EM 25.05.2022, ÀS 08H21

Top Gun: Maverick faz, como já era de se esperar, uma miríade de referências e conexões diretas com o clássico oitentista do qual serve como continuação. De Top Gun: Ases Indomáveis o filme tira dois personagens - o protagonista Maverick (Tom Cruise) e seu antigo rival Iceman (Val Kilmer) -, mas também outro ponto importante: Rooster (Miles Teller), um dos novos pilotos treinados por Maverick, é filho do falecido melhor amigo do protagonista, Goose (Anthony Edwards).

Com tantas linhas ligando o filme ao passado, é curioso que uma das personagens mais importantes do Top Gun original esteja ausente aqui: Charlotte “Charlie” Blackwood, a instrutora interpretada por Kelly McGillis no longa, que vivia um épico romance com Maverick em meio às muitas cenas de ação dirigidas por Tony Scott.

Em entrevista recente ao Insider, o diretor Joseph Kosinki tentou esclarecer a ausência: Nem consideramos contar histórias como essa no nosso filme. Não queria que todas as tramas [de Top Gun: Maverick] fossem sobre olhar para o passado. Era importante introduzir novos personagens”.

Ao invés de Charlie, que não ganha nem uma menção em diálogo ou easter egg, Maverick se envolve com Penny Benjamin (Jennifer Connelly) na continuação. A personagem foi mencionada em diálogo em Ases Indomáveis, como a “filha do Almirante” com quem o protagonista tinha vivido um caso. Aqui, ela finalmente se materializa diante da câmera, como mãe solteira e gerente de um bar.

Tom Cruise e Jennifer Connelly em cena de Top Gun: Maverick (Reprodução)

Nunca a vimos antes. Para mim, pareceu uma oportunidade incrível de colocar Jennifer Connelly no filme”, declarou Kosinski. Apesar do discurso do cineasta, a “troca” de McGillis por Connelly levanta questões de etarismo, e como ele se conecta com o machismo, no cinemão hollywoodiano.

Vale dizer: Connelly, aos 51 anos, é oito anos mais nova que Cruise, de 59. E a diferença nem é tão grande se você considerar que, em anos recentes, o ator foi par romântico de estrelas como Rebecca Ferguson (38 anos), Annabelle Wallis (37), Emily Blunt (39) e Olga Kurylenko (42). É curioso observar, no entanto, que Kelly McGillis é mais velha do que Cruise - a atriz está atualmente com 64 anos de idade.

Já em 2019, quando Top Gun: Maverick estava em processo de filmagens, McGillis contou ao Entertainment Tonight o motivo pelo qual acreditava não ter sido chamada para o filme. Eles não entraram em contato comigo, e nem achei que iriam. Eu estou velha, estou gorda, e tenho uma aparência apropriada para a minha idade. Esse não é o tipo de coisa que essa ‘cena’ [dos blockbusters] valoriza”, alfinetou.

Honestamente, prefiro me sentir segura e confortável no meu corpo, em quem eu sou e no que eu sou na minha idade, do que colocar valor nessas outras coisas, continuou. Não sei se vou assistir ao filme, acho que depende dos reviews. Eu não vou correndo para o cinema assisti-lo, mas também não vou fugir dele. Só não está na minha lista de coisas que preciso fazer logo”.

Kelly McGillis em cena de Maternal Secrets, de 2018 (Reprodução)

Além de Top Gun: Ases Indomáveis, McGillis foi estrela de outros títulos importantes da mesma época, como A Testemunha (1985) e Acusados (1988). Dos anos 2000 em diante, no entanto, ela se afastou um pouco dos holofotes, realizando apenas trabalhos selecionados em Hollywood.

Eu me afastei porque larguei a bebida e comecei a descobrir quem era. No passado, era difícil para mim ter algum senso de orgulho e identidade separado da minha profissão, comentou. Minha prioridade se tornou minha família, minhas filhas. Não foi uma decisão consciente que eu tomei, mas outras coisas se tornaram mais importantes. Eu ainda amo atuar, mas meu relacionamento com as pessoas na minha vida é mais importante do que meu relacionamento com a fama.

Top Gun: Maverick já está em cartaz nos cinemas.

Omelete agora tem um canal no Telegram! Participe para receber e debater as principais notícias da cultura pop (t.me/omelete).

Acompanhe a gente também no Youtube: no Omeleteve, com os principais assuntos da cultura pop; Hyperdrive, para as notícias mais quentes do universo geek; e Bentô Omelete, nosso canal de animes, mangás e cultura otaku

Conteúdo Patrocinado

Ao continuar navegando, declaro que estou ciente e concordo com a Política de Privacidade bem como manifesto o consentimento quanto ao fornecimento e tratamento dos dados e cookies para as finalidades ali constantes.