Filmes

Lista

Thor: Ragnarok | Quem é quem no apocalipse nórdico da Marvel

Conheça os personagens

Natália Bridi
19.10.2017
15h21
Atualizada em
21.10.2017
12h28
Atualizada em 21.10.2017 às 12h28

Thor: Ragnarok apresenta uma visão completamente diferente do Deus do Trovão, apresentando novas caras e transformando personagens que há anos circulam pelo Universo Cinematográfico da Marvel. A seguir, apresentamos os principais personagens do filmes e a sua história dentro do MCU:

Thor (Chris Hemsworth)

Apresentado ao MCU em 2011, Thor contabiliza com Ragnarok cinco aparições no cinema, incluindo duas passagens pelos Vingadores. Na última vez que foi visto, em Era de Ultron (2015), deixou a Terra para investigar as Joias do Infinito.

Surtur (voz de Clancy Brown)

O demônio também faz a sua estreia no Universo Cinematográfico da Marvel e é uma das figuras centrais do filme. Segundo as profecias de Ragnarök, os filhos de Muspell, o reino de fogo da mitologia nórdica, vão quebrar a ponte Bifröst, sinalizando o fim dos tempos.

Doutor Estranho (Benedict Cumberbatch)

A segunda aparição do mago no MCU mostra que Steven Strange não é mais um aprendiz das artes místicas. Como visto na cena pós-créditos de Doutor Estranho, o encontro com o Deus do Trovão mostra um herói mais maduro (e supremo).

Korg (Taika Waititi)

Waititi, que comandou filmes como Boy, O que Fazemos nas Sombras e A Incrível Aventura de Rick Baker, tem experiência como ator, sempre interpretando algum personagem nos seus filmes. Além disso, já tinha experiência no universo dos super-heróis, já que interpretou Tom Kalmaku no trágico Lanterna Verde com Ryan Reynolds.

Korg (Taika Waititi)

Essa é a primeira aparição do personagem no MCU, mas Thor chegou a enfrentar um alien da mesma raça (os Kronan) em O Mundo Sombrio. Parte do arco Planeta Hulk dos quadrinhos, o personagem é interpretado pelo diretor Taika Waititi e é um dos gladiadores que pertencem ao Grão-Mestre.

Grão-Mestre (Jeff Goldblum)

Essa é a primeira aparição do Ancião do Universo no MCU. Ele é irmão de outro ancião já conhecido do público, o Colecionador (Benicio del Toro). Os Anciões do Universo são os últimos sobreviventes de uma espécie espacial quase extinta, conhecidos pelas personalidades obsessivas: são colecionadores, lutadores, jogadores, e se dedicam a essas compulsões fanaticamente. Apesar dos personagens não serem verdadeiramente entidades cósmicas, todos alcançaram um nível de conhecimentos e poderes cósmicos.

Hela (Cate Blanchett)

Thor: Ragnarok marca a estreia de Hela no MCU. A personagem de Cate Blanchett, a Deusa da Morte que surge para levar o apocalipse a Asgard, é a primeira vilã do Universo Cinematográfico. A atriz estava empolgadíssima em viver a primeira grande vilã da Marvel nos cinemas e participou de todo o processo de construção da personagem, incluindo o visual e o treinamento para as cenas de ação com a dublê Zoë Bell.

 

Skurge (Karl Urban)

A estreia de Skurge, o Executor, no MCU mostra um personagem um pouco diferente dos quadrinhos. Nas HQs, sua grande motivação é o amor por Encantor, enquanto no filme ele acaba se unindo a Hela para sobreviver ao ataque da Deusa da Morte a Asgard.

Odin (Anthony Hopkins)

Essa é a terceira aparição de Odin no Universo Cinematográfico da Marvel. Na última vez que foi visto, o deus nórdico foi enganado por Loki, seu filho adotivo, que assumiu sua identidade e tomou o trono de Asgard. Ragnarok mostrará seu reencontro com os filhos e ampliará a relação entre Odin e Thor.

Valquíria (Tessa Thompson)

Em Ragnarok, as Valquírias são apresentadas como as grandes heroínas de Asgard: “É como encontrar o seu herói de infância. Thor era fã delas e queria ser uma Valquíria”, explica Hemsworth sobre a relação do Deus do Trovão com as guerreiras criadas por Odin. No filme, Valquíria deixou seus tempos de glória para trás e trocou Asgard por Sakaar, onde atua como caçadora de recompensas. “Com Thor ela fica meio revigorada para fazer o que ela faz melhor, que é lutar e estar no lado certo da batalha”, explica a atriz.

Valquíria (Tessa Thompson)

Outra estreante no MCU, a Valquíria interpretada por Tessa Thompson não é a mesma que o público conhece dos quadrinhos. No lugar de Brunnhilde, o filme apresenta outra das deusas guerreiras responsáveis por recolher os guerreiros honrados para Valhalla, o paraíso nórdico dos soldados.

Grão-Mestre (Jeff Goldblum)

Jeff Goldblum foi perfeitamente escalado para interpretar o líder de Sakaar, um planeta que, por ser cercado por buracos de minhoca,  “absorve” todo o lixo da galáxia. Obcecado por apostas, ele comanda o maior esporte local, as lutas entre gladiadores, e transforma Hulk em um herói da arena no planeta.

Hela (Cate Blanchett)

Hela é a Deusa da Morte e ela é capaz de matar em uma escala monumental, mas o que torna Hela interessante é o seu passado, ou a sua história de origem. Há uma história de insatisfação profunda com Asgard, então ela está retornando para um lugar onde tem questões não resolvidas e acho que a complexidade desse passado torna a relação com outros personagens muito divertida”, descreve Blanchett.

Loki (Tom Hiddleston)

“Thor é o Deus do Trovão, Loki o Deus da Trapaça, Hela é a Deusa da Morte. Morte é significante pior que Trapaça”, brinca Hiddleston sobre a nova ameaça. Inicialmente retratado como vilão, Loki faz a transição definitiva para o lado dos anti-heróis em Ragnarok.

Loki (Tom Hiddleston)

Em todos os filmes, Thor apela para que Loki volte, melhor, mude. Em Ragnarok, ele não se importa mais. E isso é engraçado porque Loki sempre se definiu por isso, ele sempre teve a possibilidade de rejeitar a oferta de paz. Sem isso para rejeitar, como ele vai definir a si mesmo? Thor superou o drama do irmão: quer ser infeliz por ser adotado? Tudo bem. Tenho que lidar com uma Deusa da Morte aqui”, explica Tom Hiddleston sobre a jornada do seu personagem, que acaba se unindo ao irmão para salvar Asgard.

Loki (Tom Hiddleston)

Loki contabiliza quatro aparições no MCU (Thor, Vingadores, Thor: O Mundo Sombrio e agora Ragnarok). Hiddleston chegou a gravar uma participação em Era de Ultron, mas as cenas foram descartadas, com o arco do personagem em Ragnarok  sendo retomado dos acontecimentos de Mundo Sombrio, quando ele fingiu a própria morte e tomou o trono de Odin.

Bruce Banner/Hulk (Mark Ruffalo)

O encontro com Thor marca uma nova dinâmica entre os personagens:  “Eu e Mark Ruffalo falamos sobre isso. Não acho que conversamos muito nos filmes além de cenas com todos os Vingadores. (...) Podemos fazer o que quisermos com essa relação. Não sabemos como se sentem um pelo outro além das cenas de luta. E Mark é tão diferente e engraçado e acho que ele queria fazer algo diferente com esse personagem”, explica Hemsworth, “é algo como Butch Cassidy e Sundance Kid, eles trazem coisas diferentes um para o outro”.

Bruce Banner/Hulk (Mark Ruffalo)

O arco dos quadrinhos Planeta Hulk foi absorvido por Thor: Ragnarok, incorporando a narrativa do Hulk Gladiador à jornada do Deus do Trovão. incluindo o conflito entre um gigante esmeralda mais independente (e falante) e Bruce Banner. Hulk acaba em Sakaar depois que o quinjet foi sugado por um dos buracos de minhoca que desembocam no planeta. Lá ele se torna o gladiador campeão do Grão-Mestre (Jeff Goldblum), conquistando uma legião de fãs.

Thor (Chris Hemsworth)

O tom do personagem nos cinemas sempre transitou entre o mítico e o humor, mas desde a divulgação do curta sobre o que Thor estava fazendo durante a Guerra Civil ficou claro que Hemsworth e Taika Waititi pretendiam focar no potencial cômico do herói. “Queria apenas me divertir mais com o tom do filme e ser menos shakespeariano”, explica o ator, “É bom poder algo completamente diferente com isso, sem repetir o que fizemos nos outros filmes”.

Bruce Banner/Hulk (Mark Ruffalo)

Essa é a quarta aparição do Gigante Esmeralda no MCU, com o personagem tendo sido apresentado em 2008 (interpretado por Edward Norton) em O Incrível Hulk. Na última vez que foi visto, em Era de Ultron, deixou a Terra com o quinjet dos Vingadores.