John David Washington em Tenet/Warner

Créditos da imagem: Warner Bros./Divulgação

Filmes

Notícia

Tenet | Christopher Nolan comprou e explodiu avião para as filmagens

Diretor diz que gravação do efeito prático sairia “mais eficiente” que usar miniaturas e computação gráfica

Nicolaos Garófalo
27.05.2020
00h08
Atualizada em
04.06.2020
10h09
Atualizada em 04.06.2020 às 10h09

A jornada de Christopher Nolan para manter os efeitos especiais práticos vivos no cinema seguem cada vez mais audaciosas. Após derrubar pedaços de um avião real em O Cavaleiro das Trevas Ressurge e criar uma sala que mudava de direções em A Origem, o diretor comprou e explodiu um Boeing 747 para as filmagens de Tenet, seu novo filme. Segundo o cineasta, a gravação sairia mais barata que misturar miniaturas a computação gráfica.

Em entrevista à Total Film, Nolan afirmou que, inicialmente, planejava criar a sequência com efeitos visuais sobrepostos a modelos da aeronave, mas mudou de ideia ao encontrar um depósito de aviões fora de uso. “Nós analisamos os números. Ficou claro que seria muito mais eficiente comprar um avião de tamanho real e filmar a cena do que usar modelos ou CG”, disse o cineasta.

O diretor ainda chamou o investimento de “compra impulsiva”. “Mas nós conseguimos, funcionou muito bem”, contou Nolan, elogiando o supervisor de efeitos especiais Scott Fisher e o designer de produção Nathan Crowley. “Foi muito legal fazer parte de algo assim”.

Tenet mostra uma organização capaz de inverter o fluxo do tempo e que usa esse poder para salvar pessoas de perigos eminentes. Liderado por John David Washington, o elenco conta ainda com Robert Pattinson (Crepúsculo), Elizabeth Debicki (Guardiões da Galáxia Vol. 2), Kenneth Branagh (Dunkirk), Aaron Taylor-Johnson (Vingadores: Era de Ultron), Dimple Kapadia (O Que o Coração Deseja) e Clémence Poésy (Harry Potter).

Tenet ainda tem lançamento no Brasil marcado para 23 de julho.