Filmes

Notícia

Star Trek 3 | Diretor foi substituído pois roteiro era muito voltado para os fãs, explica Simon Pegg

Ator e roteirista fala sobre as preocupações do estúdio

Natália Bridi
20.05.2015
15h57
Atualizada em
02.11.2016
00h04
Atualizada em 02.11.2016 às 00h04

Simon Pegg revelou ao The Guardian o motivo da demissão de Roberto Orci da direção de Star Trek 3 - possivelmente intitulado Star Trek Beyond (algo como Star Trek Além ou Star Trek Além dos Limites).

None

Orci, corroteirista de Star Treke Além da Escuridão: Star Trek, estava supervisionando o roteiro do terceiro filme e se preparava para dirigir a sequência quando foi substituído por Justin Lin (leia aqui). Segundo Pegg, que cuida da última versão do script, a Paramount estava preocupada pois o roteiro nas mãos de Orci era muito "Star Trek-y" (referência a Trekkie ou Trekker, o nome dado aos fãs da franquia).

"Vingadores, que é algo bem nerd, baseado em quadrinhos, algo supostamente de nicho, fez US$ 1,5 bilhão. Além da Escuridão fez meio bilhão, o que ainda é muito bom. Mas isso significa que, de acordo com o estúdio, ainda existe US$ 1 bilhão em bilheteria que não foi para Star Trek. E eles querem saber o porquê. As pessoas não veem [Star Trek] como algo divertido, colorido, um entretenimento de sábado à noite como Vingadores. A solução seria fazer um faroeste, um suspense ou um filme de assalto e povoá-los com personagens de Star Trek, então seria mais inclusivo para o público que possa estar um pouco reticente", explicou Pegg.

Paramount vai lançar  Star Trek 3 em 8 de julho de 2016, quando a franquia celebra 50 anos - a primeira série de TV foi ao ar na NBC em 8 de setembro de 1966.

Ao continuar navegando, declaro que estou ciente e concordo com a Política de Privacidade bem como manifesto o consentimento quanto ao fornecimento e tratamento dos dados e cookies para as finalidades ali constantes.