Roman Polanski abre processo para voltar à Academia

Créditos da imagem: Robert Sluszniak (KRK FILM)/Reprodução

Filmes

Notícia

Roman Polanski abre processo para voltar à Academia

Cineasta foi expulso em 2018 depois das denúncias de assédio contra Harvey Weinstein

Mariana Canhisares
19.04.2019
17h11

O diretor Roman Polanski está processando a Academia de Artes e Ciências Cinematográficas para poder voltar a integrar a organização, de acordo com o Hollywood Reporter

O cineasta foi expulso há quase um ano, assim como o comediante Bill Cosby, após a Academia criar um novo código de conduta diante das denúncias de assédio contra o produtor Harvey Weinstein. Polanski alega que embora a organização tenha autorizado seu pedido de reconsideração, em nenhum momento se disponibilizou a ouvi-lo sobre o assunto. Esta postura, segundo o cineasta, violaria as políticas da Academia.

Nos anos 1970, o cineasta foi acusado de ter estuprado uma garota de 13 anos de idade e, no final de 2017, novas acusações contra ele vieram à tona.

Dias depois da expulsão, Polanski chegou a ameaçar entrear na Justiça em uma carta assinada pelo seu advogado e endereçada para o presidente da Academia, John Bailey. No texto, ele dizia:

"A única solução apropriada seria que sua organização anule a expulsão ilegal do Sr. Polanski e siga seu padrão de conduta, dando ao Sr. Polanski um aviso prévio razoável sobre as queixas contra ele e uma audiência justa para que ele apresente sua posição com respeito a qualquer expulsão proposta. Não estamos contestando os méritos da decisão, mas sim o desrespeito flagrante da sua organização com relação às próprias normas de conduta e as violações dos padrões exigidos pelo Código Corporativo da Califórnia."

Apesar da expulsão, ele pode manter a estatueta conquistada em 2003 pelo filme O Pianista.