Filmes

Artigo

Resident Evil: Recomeço - Visita ao Set em Toronto

O 3-D promete empolgar até os não fãs da série

Steve Weintraub
26.08.2010, às 00H00
ATUALIZADA EM 01.11.2016, ÀS 22H02
ATUALIZADA EM 01.11.2016, ÀS 22H02

Milla Jovovich está furiosa. Por alguma razão, um dos seguranças da Corporação Umbrella acha que pode deter esta força da natureza. Obviamente ele está errado e Milla lhe dá um chute que tira o guarda de cena. Se Milla parece raivosa durante a gravação, assim que a câmera para de filmar, a estrela da franquia de Resident Evil está toda sorridente e brincalhona com a equipe de produção no set de filmagem de Resident Evil: Recomeço, quarto filme da saga.

Voltando um pouco no tempo. É sábado, 14 de novembro de 2009. Estou sentado no chão do Aeroporto Internacional de Toronto esperando meu vôo para casa. Estou em Toronto porque a Screen Gems está filmando o quarto Resident Evil por aqui e o Omelete foi um dos sites convidados para passar um dia no set.

Resident Evil 4: Recomeço

None

Resident Evil 4: Recomeço

None

Resident Evil 4: Recomeço

None

Resident Evil 4: Recomeço

None

Resident Evil 4: Recomeço

None

Resident Evil 4: Recomeço

None

Fomos até lá para ver a forma como eles estavam filmando (este é o primeiro filme da franquia em 3-D), entrevistar o elenco, aprender quais os desafios que a equipe está enfrentando para testar os limites do que a tecnologia de hoje permite fazer, e ver o que os fãs podem esperar para este próximo capítulo de Resident Evil. Foi uma visita muito gratificante e eu estou empolgado em devidir a minha aventura com você.

Enquanto o estúdio e elenco tentam esconder a trama, notamos que o quarto Resident Evil foi MUITO influenciado pelo quinto game da série. Pela maneira que alguns personagens estão caracterizados e pela forma como eles estão filmando as cenas de ação, o jogo está sendo utilizado como um modelo, o que deixará os fãs da franquia muito felizes quando assistirem ao filme. Aparentemente, o diretor/roteirista Paul W.S. Anderson adorou o jogo e utilizou algumas coisas dele no roteiro deste filme. Anderson, você se lembra, dirigiu o primeiro longa e, apesar de estar envolvido nas sequências, retoma pela primeira vez à cadeira de diretor.

Sem querer soltar spoilers sobre o filme, há uma cena de ação que parece tão incrível que eu preciso compartilhar. Em alguns dias, eles vão tentar filmar uma cena em que a câmera circunda os atores enquanto eles estão lutando, pegando tudo, de cima a baixo. Não é nada novo em termos de filmagem de cenas de ação, mas a diferença é que eles tentarão editar as cenas de uma forma que aparente ser uma longa tomada sem cortes. Como eles ainda não filmaram, não há 100% de certeza de que que isso dará certo. Mas se der, certamente será uma cena que todos irão comentar. Pelo que entendi, Anderson copiou a cena do jogo e ele parecia muito empolgado quando falou sobre isso. Espero que ele consiga editar da mesma forma incrível como nos descreveu.

O fator 3-D

Apesar de ter muitos outros fatos para contar sobre esta visita ao set, uma coisa que quero enfatizar é o quanto este quarto Resident Evil está diferente dos outros três filmes. O que pude perceber enquanto andava por lá é que a forma como a ação está sendo coreografada e editada é tremendamente diferente porque agora eles têm de acomodar a terceira dimensão.

Quando se filma em 3-D, você precisa ter muito mais cuidado com a forma como edita o filme e precisa ter certeza de que não está sendo muito rápido, nem fazendo muitos cortes, pois isso deixaria o público enjoado em pouco tempo. Isto significa que o filme precisa ser totalmente pensado antes das câmeras começarem a rodar. Não adianta querer adicionar tomadas na hora porque fazer um filme com essas câmeras já é um processo que demanda mais tempo que o normal. Além disso, quando você está filmando em três dimensões, os atores têm que atingir determinadas marcas e tudo tem que ser muito bem pensado antes de começar ou serão necessárias novas tentativas, até todos acertarem. Mas pela forma como todos estavam dizendo, apesar de ser mais desafiador para todos os departamentos e mais lento para os atores, todos estão incrivelmente empolgados para ver o resultado final. Todos sentem que, se der tudo certo, o filme vai valer o esforço adicional e as dores de cabeça.

Outro aspecto interessante de filmar em 3-D são as cenas de diálogos. Como é preciso fazer tomadas mais longas e sem corte, o diretor Paul W.S. Anderson adicionou móveis e acessórios para dar mais profundidade para uma cena de diálogo, de forma que ela fique mais interesssante na visão 3-D.

Antes dessa visita ao set, eu pensava que eu sabia algumas coisas sobre fazer filmes, mas percebi que fazer um filme em 3-D é radicalmente diferente de fazer um filme normal e agora fico imaginando o que os pioneiros de nossa indústria tiveram que pensar quando eles começaram a fazer, por exemplo, filmes falados (os primeiros filmes com som sincronizado). À medida que vamos conversando com o pessoal da equipe técnica, todos eles falam sobre as diferenças em se fazer um filme em 3-D e como isto apresenta uma lista completamente diferente de obstáculos a serem vencidos. Da decoração do set para a tinta usada nos adereços, filmar em 3-D adiciona novas camadas de desafio para cada departamento.

A visita

Como já foi dito o suficiente sobre o 3-D e seus desafios, vamos falar um pouco sobre como é estar no set de um filme como Resident Evil.

Começamos o nosso dia às 9h da manhã nos encontrando no lobby do hotel. Depois de um pequeno trecho feito de ônibus rumo aos estúdios, 15 de nós se sentaram na frente de um monitor de 40 polegadas para que pudéssemos acompanhar o que estava sendo feito no cenário propriamente dito. Isto é muito comum em sets de filmagem, pois não é permitido aos jornalistas ficar o tempo todo onde as câmeras estão rodando. Da mesma forma que os realizadores e os estúdios nos querem lá, eles não querem que vejamos tudo. Assim eles nos mantêm um pouco afastados para prevenir que saibamos de mais coisas que deveríamos.

A primeira coisa que eles nos disseram foi para não olhar para os monitores enquanto eles estivessem preparando a cena. A razão para isso é que por causa das filmagens em 3-D, as câmeras estavam sendo constantemente ajustadas. Ou seja, o monitor tem duas câmeras com profundidades diferentes sendo exibidas ao mesmo tempo. Até que eles consigam deixar tudo pronto e tenham pensando em como o 3D vai ficar na tela, tudo está fora de foco e meio embaçado, e olhar para aquilo durante muito tempo resultaria em uma imensa dor de cabeça porque seus olhos ficam tentando processar as duas imagens diferentes ao mesmo tempo.

Então, enquanto eles estavam preparando as câmeras, nós recebíamos constantemente a visita de pessoas que vinham nos ensinar a respeito das mudanças de se filmar em 3-D e o que estava por trás das cenas. Conversamos com o produtor, editor, departamento de maquiagem, adereços, perito em lutas com fio, próteses, decoração do cenário, e todo tipo de pessoa que você possa imaginar. Embora eu pudesse escrever toneladas de citações e fazer deste um artigo de 10 páginas, eu resumi algumas das coisas mais interessantes que aprendi por lá.

  • Paco Fischer está fazendo o 3-D. Ele trabalhou em Avatar e eles estão utilizando as mesmas câmeras em Resident Evil. Mesmo que essas câmeras tenham adicionado um certo custo extra para filmar, eles decidiram usá-las por serem as melhores.
  • Em bom dia de filmagem, eles têm conseguido preparar de 12 a 15 cenas.
  • Eles estão usando uma "câmera fantasma". Ela pode capturar 24 frames por segundo e também filmar em alta velocidade. Todos estavam bastante empolgados com o que esta câmera pode fazer.
  • Estávamos no 35° dia de filmagem de um total de 55.
  • Tom e Andy, de Os Estranhos, estão compondo a trilha sonora.
  • O quarto filme terá novas roupas, locações e músicas. Haverá cenas no Alaska, Japão e Los Angeles.
  • Alguns dos zumbis têm tentáculos.
  • Paul W.S. Anderson citou cenas novas depois que começou a filmar e se acostumou com a câmera.
  • Eles estão filmando em super widescreen de 2:35 para 1.
  • É 20% mais caro filmar em 3-D.
  • O quarto filme terá mais cenas com os atores pendurados em fios e arames do que os outros 3.
  • Há 3 tipos de zumbis nos filmes: zumbis subaquáticos, zumbis terrestres e zumbis de Los Angeles.
  • Terá uma mistura de próteses com computação gráfica.

Design de Produção

Depois de conhecer as principais pessoas envolvidas na produção, fomos para os escritórios ver o design de produção. À medida que caminhávamos por uma grande sala, as paredes estavam cobertas com desenhos de produção e havia mesas com rascunhos dos locais de filmagem. Algumas locações estavam indicadas por "interior do centro de controle da Umbrella" , " interior da entrada da Umbrella" e " exterior das instalações da Umbrella".

Enquanto as paredes estavam cheias de artes interessantes e estávamos vendo como eles iriam utilizar algumas locações em Toronto como parte da Corporação Umbrella, a coisa mais legal para os fãs do jogo eram os personagems do game nas paredes.

Em uma das paredes eu vi algumas coisas do game Resident Evil 5 e elas continham Albert Walker, Chris Redfield, Executioner, Majini e os cachorros com seus respectivos personagens retratados. Se fosse um cara que gosta de apostar, eu colocaria meu dinheiro na possibilidade de que todos eles estarão no filme. Mas como tínhamos um tempo limitado no escritório e muito para ver, eu não pude perguntar muito sobre os personagens. Entretanto, quando fizemos algumas entrevistas ao final do dia, soubemos várias informações sobre os outros personagens do filme e sobre as cenas de ação. Nós vamos publicar essas entrevistas nas próximas semanas, até a estreia do filme, em 17 de setembro.

Filmando Resident Evil: Afterlife

É claro que quando se vai para um set de filmagens, você sempre quer ver alguma cena sendo rodada. Infelizmente, como é muito complicado filmar em 3-D, nós vimos apenas algumas poucas tomadas, mas elas eram bem interessantes...

A primeira coisa que vimos foi uma cena estrelada por Shawn Roberts como Albert Wesker. A cena foi ambientada em um prédio da Corporação Umbrella em uma sala toda branca. Em contraste com este ambiente todo claro estava Shawn Roberts, todo vestido de preto e de óculos escuro. Se eu tivesse que comparar o visual dele com o de outro filme, diria que ele estava uma mistura de Neo com o Agente Smith de Matrix.

Na cena que vimos, Roberts aparecia sentado em uma cadeira branca começando a olhar para algo. De repente, ele move a sua cabeça rapidamente para a esquerda e parece que está se esquivando de algo que não podemos ver. Nós observamos enquanto ele repete a cena algumas vezes. Um pouco depois finalmente compreendemos sobre o que era cena, quando vemos uma pessoa pregando sete facas na cadeira mais próxima de onde ele estava sentado. Estava claro que víamos um trecho da cena de batalha entre Alice (Milla Jovovich) e Albert Wesker (Shawn Roberts).

Depois que Shawn teve sua parte gravada, vemos Milla como Alice realizando algumas acrobacias e reagindo aos cachorros zumbis imaginários na mesma sala branca.

A primeira coisa que vimos Milla fazer foi um chute circular em um cara que vôou pelo cenário. Mais tarde, assistimos à Milla andando por outra parte da sala. Próximo a ela havia seis cadáveres em que a Corporação Umbrella estaria trabalhando. Os corpos pareciam manequins que você vê em uma vitrine de loja, exceto que eles tinham algumas partes de seus corpos ausentes. Alguém comentou que os manequins seriam modificados por computação gráfica.

A próxima coisa que vimos vai fazer com que muitos fãs da franquia Resident Evil fiquem empolgados. Nesta sequência, Alice se encontra com cães zumbis que têm tentáculos saindo de suas bocas. Enquanto algumas coisas podem mudar na versão final do filme, nós vimos algumas versões em teste dos cachorros no set com a boca abrindo de uma forma muito grande. Imagine a boca de um crocodilo torcida em 90 graus para que ela possa abrir mais para os lados do que para cima e para baixo, e coloque isso em um cachorro! A versão final não vai se parecer em nada com o que vimos antes, e deve ser um dos momentos espetaculares em 3-D do filme. É assim que a cena se desenvolve: Milla está caminhando próximo a seis cadáveres. Ela está curiosa. De repente, ela vai andando para trás à medida que reage aos cachorros. Mesmo não sabendo o que exatamente acontece em seguida, ela controla os animais e diz "Eu disse que traria alguns amigos", ou ela pega os cachorros para fazer alguma outra coisa. É provavel que estávamos vendo duas cenas diferentes.

Então é aqui que começa a ficar interessante... Eu perguntei para alguém no set como estas cenas estão inseridas no filme e eles me responderam que era algo no meio do filme. Falei com outra pessoa que deixou escapar que era o final. A forma como o set estava e o fato de que eles iriam gastar seis dias filmando naquela locação, me faz crer que estávamos mesmo assistindo ao desfecho. Além disso, parecia aquele tipo de cena final em um videogame em que temos que lutar contra o último chefe.

Impressões Finais

Embora eu consiga apreciar os filmes de Resident Evil pelo que eles são, nenhum deles estava na lista dos projetos que eu aguardava ansiosamente antes da estreia. Era legal assisti-los, mas eles não são o tipo de filme como Homem-Aranha e Homem de Ferro, daqueles que você precisa ver o quanto antes. Mas tenho que admitir que depois de ver as cenas de ação no estúdio, estou realmente empolgado para ver este filme. Todos os envolvidos aparentam estar trabalhando duro para fazer deste o melhor Residente Evil e o 3-D vai acrescentar muito a esta franquia.

E com isso, eu espero que você goste muito da minha reportagem sobre as filmagens e aprenda um pouco sobre como os filmes 3-D são feitos. Sei que eu aprendi.

Resident Evil: Recomeço estreia em 17 de setembro

Conteúdo Patrocinado

Ao continuar navegando, declaro que estou ciente e concordo com a Política de Privacidade bem como manifesto o consentimento quanto ao fornecimento e tratamento dos dados e cookies para as finalidades ali constantes.