Divulgação/ Multishow

Créditos da imagem: Divulgação/ Multishow

Filmes

Notícia

Morre o ator Paulo Gustavo, aos 42 anos, em decorrência da COVID-19

Equipe do comediante confirmou morte

Arthur Eloi
04.05.2021
22h08
Atualizada em
05.05.2021
16h19
Atualizada em 05.05.2021 às 16h19

Paulo Gustavo, ator carioca conhecido por criar, escrever e protagonizar a franquia Minha Mãe É Uma Peça, morreu na noite desta terça-feira (04) no Rio de Janeiro, vítima de Covid-19. Ele tinha 42 anos de idade. A morte foi confirmada pela equipe do comediante ao UOL.

O ator foi inicialmente internado com coronavírus em 13 de março, e poucos dias depois foi levado para a Unidade de Tratamento Intensivo, precisando ser intubado para respirar através de ventilação mecânica. Sua situação melhorou brevemente mas, no início de abril, o quadro voltou a piorar, e Gustavo precisou ser ligado a um pulmão artificial para conseguir respirar. Já no começo de maio, a equipe médica detectou uma fístula broncovenosa (abertura entre os pulmões e as veias) no ator, que lhe colocou em estado crítico ao causar embolia pulmonar, lesões cerebrais e insuficiência cardíaca. Paulo Gustavo então foi levado às pressas para uma cirurgia de emergência na tentativa de fechar a fístula, mas não resistiu ao procedimento.

Desde o início dos anos 2000, Paulo Gustavo é presença recorrente em séries, novelas, filmes e peças de teatro. Alguns dos projetos que passou incluem as séries A Diarista e Sítio do Picapau Amarelo, e também os filmes Divã e Xuxa em O Mistério de Feiurinha. Seu papel de maior renome é, sem dúvidas, como a Dona Hermínia em Minha Mãe é Uma Peça, que foi inicialmente criada pelo ator como um monólogo em 2006 e se tornou uma sensação dos palcos. Anos depois, em 2013, o próprio coescreveu e estrelou uma adaptação cinematográfica em Minha Mãe É Uma Peça: O Filme, dirigido por André Pellenz.

Na época, o filme se tornou um sucesso de público, com 4,6 milhões de espectadores, e arrecadação de R$45,8 milhões, dando início à uma franquia. O último capítulo, Minha Mãe É Uma Peça 3, lançado em 2019, estreou desbancando Star Wars - A Ascensão Skywalker e Frozen 2, e se tornou a maior bilheteria nacional da história, com arrecadação acima de R$180 milhões e público de cerca de 11,5 milhões de espectadores.

Com todo o sucesso da saga, Paulo Gustavo ganhou papéis de destaque em filmes como Os Homens São de Marte... e É pra lá que Eu Vou e a sequência Minha Vida em Marte, e também na série Vai Que Cola, em que foi protagonista.

Ao continuar navegando, declaro que estou ciente e concordo com a Política de Privacidade bem como manifesto o consentimento quanto ao fornecimento e tratamento dos dados para as finalidades ali constantes.