Filmes

Notícia

Pantera Negra é situado logo após Guerra Civil e mostrará repercussão da morte de T'Chaka

Longa estreia no próximo mês

Camila Sousa
25.01.2018
14h07
Atualizada em
25.01.2018
14h35
Atualizada em 25.01.2018 às 14h35

Em entrevista ao Comic Book, Nate Moore, produtor de Pantera Negra, revelou que o longa é situado logo após Capitão América: Guerra Civil:

Marvel Studios/Divulgação

"Obviamente aquele filme teve um grande impacto em T'Challa por conta da morte de T'Chaka. Agora respondemos a pergunta: 'o que acontece quando ele vai para casa? Quem comanda Wakanda? Como o país lida com a perda de um rei justo, que as pessoas pareciam gostar, e T'Challa está pronto para ser o rei de Wakanda?'".

Já o diretor Ryan Coogler falou sobre as diferenças do personagem na produção solo: "Em Guerra Civil ele estava fora de Wakanda. Ele estava em um lugar que não queria e seu pai foi morto. Ele está o filme inteiro em uma missão, ele é um homem em uma missão. Está torturado e é de poucas palavras. Acho que isso o deixou atraente naquele filme".

"Nesse longa ele é a mesma pessoa, mas você vê todas essas camadas deixadas de lado. O longa é pela perspectiva do Pantera e ele está cercado por pessoas que ele ama e se importa. É uma perspectiva muito mais pessoal. Você o vê passando por essa jornada de assumir a maior responsabilidade que uma pessoa pode ter, que é liderar um país. Você o vê sentir todo o peso disso durante o filme".

Além de  Chadwick Boseman no papel principal, o longa conta com Michael B. Jordan Forest WhitakerDanai Gurira vive Okoye e Lupita Nyong'o interpreta Nakia, as duas principais Dora Milaje do filme.

Com direção de Ryan CooglerPantera Negra estreia em 15 de fevereiro.

Ao continuar navegando, declaro que estou ciente e concordo com a Política de Privacidade bem como manifesto o consentimento quanto ao fornecimento e tratamento dos dados para as finalidades ali constantes.