Operação Fronteira | Filmagens não foram divertidas nem higiênicas, diz diretor

Créditos da imagem: Netflix/Divulgação

Filmes

Notícia

Operação Fronteira | Filmagens não foram divertidas nem higiênicas, diz diretor

Filme estreia dia 13 na Netflix

Julia Sabbaga
12.03.2019
15h21

J.C. Chandor, o diretor de Operação Fronteira, conversou com o Omelete sobre o clima nas filmagens, e como funcionou a relação entre os atores envolvidos, Ben AffleckCharlie HunnamOscar Isaac e Pedro Pascal:

"Foi profissional, posso dizer isso. Não foi tipo um sonho. Não foi o que você acha que seria, posso dizer assim. Não tinha muita higiene ou diversão, coisas assim. Foi uma empreitada exaustiva para todos nós, porque as locações são reais, em sua maioria, e nós ficamos nos arrastando. Acho que foi agradavelmente exaustivo e um pouco impaciente". 

O diretor ainda falou sobre o problema de ter tantos protagonistas em um filme, e a paciência em lidar com os atores:

"Eu pedi que eles fizessem coisas que eles não normalmente tem que fazer. Em filmes, você geralmente exige coisas de um ou dois atores, mas neste nós tinhamos cinco ou seis pessoas que precisavam de auxílio o tempo inteiro, e isso demanda muito trabalho em equipe e paciência. Eu fico feliz que conseguimos superar isso, mas acho que é algo que você olha para trás e consegue aproveitar um pouco mais. Quando você está no meio das filmagens você só quer conseguir terminar".

Na história, cinco amigos se reúnem para acabar com um chefão das drogas na América do Sul. A Tríplice Fronteira é a turbulenta zona fronteiriça entre Argentina, Brasil e Paraguai, onde o rio Paraná converge com o rio Iguaçu. A região é um pesadelo para as autoridades e ponto de encontro entre crime organizado e terrorismo. Estão no elenco principal Ben AffleckCharlie HunnamOscar Isaac e Pedro Pascal.

J.C. Chandor dirige e o lançamento está marcado para 13 de março