Filmes

Entrevista

Omelete Entrevista: Emma Stone

Atriz fala de sua participação em Zumbilândia

Marcelo Forlani
02.02.2010
00h00
Atualizada em
15.11.2016
04h07
Atualizada em 15.11.2016 às 04h07

Emma Stone conversou o nosso correspondente em Los Angeles, Steve Weintraub, editor do site Collider, sobre Zumbilândia. No bate-papo, a atriz falou sobre os filmes de zumbi que assistiu, como foi trabalhar com Woody Harrelson e o momento em que conheceu a jovem Abigail Breslin (Pequena Miss Sunshine) e como se tornaram amigas.

Confira abaixo, na Galeria de Vídeo (requer Quicktime) ou na transcrição feita por Carina Toledo:

Como você está hoje?

Emma Stone: Eu estou bem. Como você está?

Eu estou bem. Parabéns pelo filme. 

Obrigada!

Eu estive no set, em Atlanta, e pensei "esse negócio pode sair muito bom", e foi. Quando você estava no set, também sentiu essa energia, desde o começo?

É. Foi uma daquelas coisas em que você sente que está fazendo magia no cinema.

Sim. 

Desde o começo. Quer dizer, foi muito, muito divertido. Eu sabia disso. Mas poderia ter ido por um milhão de rumos diferentes. Porque tentar fazer uma coisa que é engraçada mas também tem essas mortes loucas de zumbis e tem um monte de elementos diferentes, pode tão facilmente dar muito errado que acho que nenhum de nós estava muito confiante de que seria um filme bem fodão. E acabou sendo muito bom. Estou empolgada com ele. 

Tem várias partes muito engraçadas. Como você se preparou? Você via filmes de zumbi no passado ou...?

Na verdade, não. Quando eu li o roteiro eu não entrei no filme pensando "eu quero fazer um filme de zumbis" ou "vai ser legal fazer um filme de zumbis". Era uma comédia que por acaso se passava num mundo zumbificado. Não era especificamente um filme de zumbis na minha cabeça. Mas o Ruben nos fez umas cestas, quando chegamos em Atlanta, e elas tinham um monte de filmes de zumbis. Então eu assisti Despertar dos Mortos, e eu vi Extermínio 2, Madrugada dos Mortos, que é a versão do Zack Snyder do Despertar dos Mortos. E isso foi muito legal e me lembrou muito dos nossos zumbis, porque os nossos são rápidos e ferozes e vivos. Ao invés do típico zumbi purista, que se mexe devagar. Zumbi morto. Então isso foi ótimo para aprender esse tipo de coisas. 

Uma coisa neste filme que eu quero conversar, mas não posso é uma certa participação especial. Isso é tudo que eu vou falar sobre este assunto, mas imagino o quanto isso é frustrante para você. Porque eu sei que é uma daquelas coisas que você quer muito contar...

Certo, porque é muito empolgante.

Mas você não pode. 

É. 

Então...

Bom, eu nunca fiz um filme antes que fosse do tipo "existem certos elementos secretos que você não pode revelar". Eu acho que é engraçado porque muitas pessoas estão falando sobre isso, mas ainda não podemos falar nada. Então isso é tipo "Droga. Isso é tão legal. Queria poder falar sobre isso, mas não posso". 

Mas em algumas semanas, quando o filme sair, será uma outra história. 

Certo. Será uma história totalmente diferente. Então, logo, logo! Eu falarei dos dois dias mais legais de todos os tempos! 

Sim. E quanto a trabalhar com o Woody? Eu o vi no set, e ele estava mudando as falas dele toda a hora, meio que improvisando.

Sim. 

Você poderia falar um pouco sobre trabalhar com ele? 

Sim. O Woody é simplesmente incrível, ele é um dos caras mais legais de todos os tempos. Ele é exatamente o que você esperaria. É esse cara divertido, incrível, calmo e legal. E ele é tão absurdamente engraçado. Bom, todo mundo sabe como ele é engraçado, mas é tão divertido simplesmente estar lá e vê-lo inventar coisas. Ele é incrível. Eu adoro ele. 

E como foi trabalhar com a Abigail e ela segurando uma arma? Como vocês se relacionaram? 

Bom, eu estava nos alvos de tiro na primeira vez que a Abby veio. Eu estava aprendendo a usar minha arma. Eu estava tipo "Isso vai ser tão divertido, ela tem 12 anos..." Mas ela atira como uma maníaca. Ela é muito fodona. E nós passávamos tempo juntas e quando nós vimos... Bom, Ruben, Mike White e eu a levamos para ver o Jonas Brothers em 3D. É, é, isso foi ótimo. Foi um momento de união, ver os Jonas Brothers em 3D

Eu vou deixar isso de lado e só te perguntar uma última coisa: o que você tem pela frente?

Um filme chamado Easy A, que vai sair no ano que vem, também da Sony. E depois quem sabe. 

Entendi. 

Quem sabe. 

Bom, eu acho que você vai se sair muito bem. 

Ótimo, obrigada! Veremos. 

O filme já está em cartaz no Brasil