Foto de O Primeiro Homem

Créditos da imagem: O Primeiro Homem/Universal Pictures/Divulgação

Filmes

Notícia

O Primeiro Homem | Filhos de Armstrong falam sobre polêmica da bandeira

Filme foi criticado por não focar em momento icônico do pouso na Lua

Camila Sousa
03.09.2018
15h38
Atualizada em
07.09.2018
09h39
Atualizada em 07.09.2018 às 09h39

Rick Mark Armstrong, filhos de Neil Armstrong, comentaram uma polêmica recente sobre o filme O Primeiro Homem (via Collider). Depois de sua primeira exibição no Festival de Veneza, o longa foi alvo de críticas por não focar na icônica cena do astronauta colocando a bandeira americana na Lua.

“Apesar de Neil não se ver dessa forma, ele era um herói americano. Ele também era um engenheiro e piloto, um pai e amigo, um homem que sofreu várias tragédias de forma privada e com uma graça incrível. É por isso que, apesar de existirem várias fotos da bandeira americana na Lua, os cineastas escolheram focar em Neil olhando de volta para a Terra, sua caminhada para a cratera Little West e em sua experiência única e pessoal de completar sua jornada, que teve altos incríveis e baixos devastadores”, disseram os filhos.

Falando para a Associated Press, o diretor Damien Chazelle defendeu a escolha: “A bandeira sendo fisicamente plantada na superfície da Lua foi um dos vários momentos em que decidimos não focar. Para falar se isso é uma questão política, a resposta é não. Meu objetivo com esse filme é dividir com o público aspectos desconhecidos da missão americana à Lua – particularmente a jornada pessoal de Neil Armstrong e o que ele deve ter pensado e sentido durante essas horas famosas”.

O filme será distribuído pela Universal Pictures, com roteiro de Josh Singer (vencedor do Oscar por Spotlight: Segredos Revelados). A história é baseada na biografia First Man: The Life of Neil A. Armstrong, de James Hansen, e deve acompanhar a história do astronauta entre os anos de 1961 e 1969, mostrando os sacrifícios e o custo - para Armstrong e para os EUA - de uma das missões espaciais mais perigosas da história.

Além de Gosling, o elenco conta com Kyle ChandlerClaire FoyJon Bernthal e Pablo Schreiber. A estreia está marcada para 11 de outubro.