Filmes

Notícia

Não vamos aceitar ataques aos jornalistas e críticos do Omelete

Discordar de argumentos e opiniões faz parte do jogo, mas ofensas não serão toleradas

Omelete
2 min de leitura
24.02.2023, às 17H14
ATUALIZADA EM 24.02.2023, ÀS 17H26
ATUALIZADA EM 24.02.2023, ÀS 17H26

Trabalho com jornalismo na internet há quase 20 anos e poucas vezes tive a oportunidade de estar ao lado ou comandar uma equipe tão competente e talentosa como essa atual da redação do Omelete. E por isso me sinto obrigado a escrever as linhas abaixo.

Não que seja algo novo - infelizmente é recorrente na internet -, mas recentemente os profissionais do Omelete vêm sendo alvo de ataques por parte de muitos usuários de redes sociais, que usam replies, comentários e retuítes para destilar ódio e preconceitos contra jornalistas e críticos.

O motivo: simplesmente porque as pessoas não concordam com alguma opinião ou argumento publicado em artigo ou crítica no site.

O recado desse texto é direto: não vamos aceitar, tolerar ou fazer vistas grossas para qualquer ataque ou ofensa de ordem pessoal contra os nossos profissionais.

Acredito que a internet e as redes sociais são, sim, uma incrível ferramenta para troca de ideias que podem ajudar o nosso conteúdo a ficar melhor ou mais interessante.

Mas, neste momento, estamos riscando uma linha: não vamos aceitar agressões e exposição públicas contra nossos jornalistas e críticos.

Sempre estamos abertos a discordâncias e argumentos diferentes dos nossos, contanto que eles sejam feitos de maneira educada.

Comentários abertamente agressivos, xingamentos e preconceitos desferidos contra o pessoal que trabalha aqui ou exposição indevida serão denunciados às plataformas e autoridades e usuários serão banidos das nossas redes.

O nosso compromisso aqui é produzir conteúdo de qualidade, textos bem escritos e argumentos bem fundamentados. Isso nós podemos garantir e entregamos todos os dias. 

Não temos rabo preso com ninguém, com nenhuma produção, com nenhum estúdio. E foi assim que o Omelete cresceu e se tornou relevante em mais de 20 anos.

Em alguns momentos, algumas das nossas análises não vão agradar um ou outro, mas isso faz parte do jogo da crítica jornalística e não abre espaço para qualquer tipo de ataque.

Para quem quiser debater ideias de forma respeitosa, o espaço estará sempre aberto. Abaixo, fica um recado também do nosso fundador, Marcelo Forlani

*********

Para quem não me conhece, sou Jorge Corrêa, editor-chefe do Omelete há quase dois anos e vocês podem me encontrar no Twitter em @jorgecorrea_

Deixo aqui meu abraço e apoio a Bia Amendola, Caio Coletti, Gih Breve, Ju Sabbaga, Nico Garófalo, Mari Canhisares e Pedro Henrique Ribeiro e que todos os dias colocam no ar o melhor conteúdo de cultura pop da internet brasileira.

 

Omelete no Youtube

Confira os destaques desta última semana

Omelete no Youtube

Confira os destaques desta última semana

Ao continuar navegando, declaro que estou ciente e concordo com a nossa Política de Privacidade bem como manifesto o consentimento quanto ao fornecimento e tratamento dos dados e cookies para as finalidades ali constantes.