Mulan | Critica de Liu Yifei a protestos em Hong Kong incita boicote ao filme

Créditos da imagem: Disney/Divulgação

Filmes

Notícia

Mulan | Critica de Liu Yifei a protestos em Hong Kong incita boicote ao filme

Manifestações pró-democracia já duram 11 semanas

Nicolaos Garófalo
16.08.2019
13h45
Atualizada em
16.08.2019
13h55
Atualizada em 16.08.2019 às 13h55

Em meio a protestos contra a soberania do Estado chinês sobre o território de Hong Kong, Liu Yifei, cidadã sino-americana e protagonista do remake de Mulan, criticou os manifestantes e apoiou as ações da polícia chinesa.

Pela rede social chinesa Weibo, a atriz disse estar do lado dos policiais, acusados de agressão e uso excessivo de força, e disse que os protestos são uma “vergonha para Hong Kong”.

A declaração de Yifei criou uma revolta no Twitter, fazendo com que a hashtag #BoycottMulan (“Boicote Mulan”, em tradução livre) chegasse rapidamente aos trending topics de Hong Kong e dos EUA.

Iniciados em julho, os protestos em Hong Kong lutavam contra um projeto de lei que permitia a extradição de pessoas acusadas de crimes contra a China Continental. Manifestantes afirmavam que os extraditados poderiam ser julgados injustamente e tratados de maneira violenta pelo governo.

Apesar da suspensão do projeto em julho, os protestos seguiram, eventualmente evoluindo para um movimento pró-democracia e pedido de renúncia da Governadora de Hong Kong, Carrie Lam.