15 filmes para chorar como em Milagre na Cela 7

Filmes

Lista

15 filmes para chorar como em Milagre na Cela 7

Em tempos de emoções à flor da pele, sugerimos produções para se debulhar em lágrimas

Julia Sabbaga
27.04.2020
17h25
Atualizada em
29.04.2020
09h17
Atualizada em 29.04.2020 às 09h17

Se você acabou em prantos ao assistir Milagre na Cela 7, não está sozinho. A produção turca que chegou à Netflix tem chamado atenção por mil motivos, que passam por trama, atuação e muito mais, mas em época de quarentena, ele tem sido usado como uma ótima válvula de escape de sentimentos. 

Em isolamento, é bom ter uma desculpa para poder se debulhar em lágrimas. Por isso, listamos abaixo outros 15 filmes que são garantia de choro. 

A Vida é Bela

O vencedor do Oscar de Melhor Filme Estrangeiro de 1999, A Vida É Bela, é um dos filmes mais memoráveis quando se fala de comoção. O longa italiano dirigido e estrelado por Roberto Benigni se passa no holocausto, que é sempre garantia de choro, mas ele tem um elemento infantil muito tocante. Durante o filme, um pai tenta usar sua imaginação e humor para proteger seu filho da dura realidade em um campo de concentração. 

Onde assistir? Disponível em streaming no Prime Video e para compra/aluguel na Microsoft Store.

Preciosa: Uma História de Esperança

Preciosa: Uma História de Esperança não é para os fracos. O filme de 2009 (vencedor de dois Oscars e indicado a seis) conta a história de Precious, uma adolescente de 16 anos que é abusada fisicamente, verbalmente e sexualmente pela mãe, e é estuprada pelo pai, de quem tem dois filhos, um dos quais sofre de Síndrome de Down. O filme é uma sequência de tragédias uma atrás da outra, mas as cenas se alternam com os sonhos da garota, que fantasia viver uma vida feliz. 

Onde assistir? Disponível para streaming no Prime Video, Looke e NetMovies.

Dançando no Escuro

Mestre em retratar eventos sofridos e perturbadores, Lars Von Trier fez um de seus filmes mais tristes em 2000, com o vencedor da Palma de Ouro em Cannes, Dançando no Escuro. De modo semelhante à Preciosa, a protagonista do longa, Selma, uma imigrante Tcheca interpretada por Björk, passa por diversas adversidades mas vive em paralelo um mundo fantasioso em sua mente. No longa, Selma tem uma doença degenerativa que está lhe deixando cega rapidamente, e guarda dinheiro para que seu filho possa ser tratado da mesma doença. Mas tudo isso acontece em torno de problemas financeiros, traições e uma cadeia de eventos que tem consequências trágicas. 

Onde assistir? Dançando no Escuro não está disponível em nenhuma plataforma no território brasileiro. O DVD foi lançado no Brasil pela Versátil Digital Filmes. 

O Rei Leão

É altamente provável que você já tenha visto O Rei Leão (e se você não viu O Rei Leão, saia daqui agora e vá ver O Rei Leão), mas o filme de 94 da Disney é tão triste que seria simplesmente absurdo deixá-lo de fora. Claro que é um filme infantil e tudo dá certo no final, mas a jornada do pequeno príncipe Simba para se tornar o Rei da selva passa por momentos traumáticos que ninguém seria capaz de esquecer, ou lembrar sem um aperto no coração. 

Onde assistir? Disponível para compra/aluguel no Microsoft Store, iTunes e Google Play.

Para Sempre Alice

Para Sempre Alice não seria tão comovente se não fosse pela performance de Julianne Moore como a protagonista do título, papel que lhe rendeu o Oscar de Melhor Atriz. No longa, Moore interpreta uma linguísta diagnosticada com Alzheimer precoce aos 50 anos. O filme se desenvolve conforme ela e sua família lidam com o diagnóstico, e passa a retratar o dia a dia de uma vítima da doença, passando por cenas inesquecivelmente tristes. 

Onde assistir? Disponível para compra/aluguel no Google Play e iTunes.

O Homem Elefante

O Homem Elefante, filme de 1980 de David Lynch, conta a história real de Joseph Merrick (John, no filme), um inglês que nasceu em 1862 com diversas deformidades devido à uma doença congenita. O longa mostra a jornada real de Merrick, que era abusado em um show de aberrações e foi descoberto por um cirurgião, que o abriga e passa a conhecê-lo por trás de sua aparência. O filme é recheado de momentos tristes demais, que envolvem tanto os abusos pelos quais John passou como sua comoção com sua nova vida e interação com pessoas que conhece. O Homem Elefante foi indicado a 8 Oscars. 

Onde assistir? O Homem Elefante não está disponível em nenhuma plataforma de streaming no território brasileiro. Ele foi lançado em DVD pela Universal Pictures.

À Procura da Felicidade

À Procura da Felicidade, longa que inclusive entrou na nossa lista de filmes para quem curtiu Milagre na Cela 7, é para quem tem coração mole e gosta de uma choradeira. O longa conta a história real de Chris Gardner (Will Smith), um vendedor que passa por inúmeros desafios enquanto procura mudar de vida profissional e cuidar de seu filho de cinco anos. Na jornada, ele perde todo seu dinheiro e moradia, e uma das cenas mais inesquecíveis mostra a dupla forçada a dormir no banheiro do metrô. O filme também rendeu uma indicação ao Oscar para Smith. 

Onde assistir? Disponível para streaming no NetflixClaro Video e Globoplay e para comprar/alugar no Google PlayiTunes Looke.

Filadélfia

Se há um ator como Will Smith que sabe nos fazer chorar é Tom Hanks. O queridinho da América estrelou um dos filmes mais tristes dos anos 90, Filadélfia, ao lado de Denzel Washington. Na trama, Hanks interpreta um advogado demitido de sua firma por ser gay e portador de AIDS, em uma época em que pessoas viviam em medo e ignorância da transmissão da doença. O filme segue a estrutura de um drama jurídico, mas sua história é tão cortante que poucos deixariam-no de fora de uma lista como essa.

Onde assistir? Disponível em streaming na HBO Go e para compra/aluguel no Google Play, Microsoft Store e iTunes.

Sempre ao Seu Lado

Todo mundo sabe que filmes de cachorro não são para os fracos, e o cinema está recheado deles. De todos, talvez um dos mais tristes seja Sempre ao Seu Lado, remake americano do filme japonês Hachikō Monogatari. O longa conta a história real (sim, história real) de um cachorro Akita chamado Hachi, que espera pelo seu dono Parker (Richard Gere) todos os dias na estação de trem que ele retorna do trabalho, até que um dia Parker sofre uma hemorragia cerebral, falece subitamente, e não retorna. Sem entender, Hachi passa o resto da vida aguardando o retorno de seu amigo. Se é difícil segurar as lágrimas escrevendo esse texto, imagina só vendo o filme. 

Onde assistir? Disponível para streaming no Prime Video, Looke, Telecine Play e NetMovies.

Titanic

Assim como O Rei Leão, Titanic é um filme que basicamente todo mundo viu (se você não viu, novamente, vá ver) mas não poderia ficar de fora. O clássico de James Cameron conquistou o mundo não apenas pela trágica história de amor, mas porque ele é mestre em te fazer chorar. Se a história de Jack e Rose não te emociona, é muito difícil segurar as lágrimas de qualquer modo quando o filme passa pelas diversas vítimas do naufrágio: o casal de velhinhos, a mãe colocando os filhos para dormir, a banda... Ah, a banda. 

Onde assistir? Disponível para streaming no Telecine Play e para aluguel/compra no Looke, Microsoft Store, iTunes e Google Play.

A Escolha de Sofia

Quando se fala em histórias trágicas, A Escolha de Sofia é certamente um dos primeiros da lista, e seu título até já virou jargão. Na adaptação cinematográfica do livro de William Styron, Meryl Streep vive a Sofia do título, uma mulher assombrada pela escolha que teve que fazer entre seus dois filhos quando foi enviada para o campo de concentração em Auschwitz. A específica cena da escolha de Sofia é definitivamente uma das mais memoráveis em termos de sofrimento no cinema. 

Onde assistir? Disponível para compra/aluguel no Google Play e iTunes Store

Amor

Amor fica extremamente triste nos primeiros 5 minutos e é só ladeira abaixo a partir daí. O filme de 2012 conta a história de um casal de 80 e poucos anos, Anne e Georges, e o cotidiano dos dois após uma cirurgia mal-sucedida que deixa Anne paralisada de um lado. Com a saúde de sua esposa deteriorando, George se recusa a deixar seu lado e se torna seu fiel cuidador até o fim, um dos mais tristes do cinema recente. Amor levou o Oscar de Melhor Filme Estrangeiro em 2012 e é uma exigência para quem vai atrás de filmes para chorar. 

Onde assistir? Disponível em streaming no Looke e para compra/aluguel no Google Play.

Terra de Sonhos

Terra de Sonhos, longa de 2002 de Jim Sheridan, conta a história cheia de adversidades de uma família de imigrantes irlandeses nos EUA nos anos 80. Morando em um apartamento precário em Hell's Kitchen, em Nova York, a família é assombrada pela morte de um dos filhos e os pais precisam achar maneiras de cuidar de duas meninas pequenas, lidando com desemprego e mais uma inesperada gravidez. Terra dos Sonhos é cheio de momentos angustiantes, mas é uma ótima recomendação para a família que quer chorar junto.

Onde assistir? Terra de Sonhos não está disponível em nenhuma plataforma no território brasileiro. O filme foi lançado em DVD no Brasil pela Fox Home Entertainment. 

Up: Altas Aventuras

Up: Altas Aventuras é um filme lindo, comovente e decididamente triste, como só a Pixar saberia fazer. Mestre em brincar com as emoções do público, foi em Up: Altas Aventuras que a produtora apostou de vez nas lágrimas, já fazendo o uso de lencinhos necessário logo nos primeiros minutos de filme, quando acompanhamos uma montagem da vida amorosa do protagonista Carl Fredricksen, vendo ele se apaixonar, se casar, ser feliz, e daí perder um filho e sua esposa. Up não é sobre isso, e esta é apenas a introdução, mas já te faz chorar logo de cara. 

Onde assistir? Disponível em streaming na Netflix e Globoplay.

O Campeão

O Campeão, filme de Franco Zeffirelli de 1979, não é um dos mais aclamados de sua carreira, mas ele tem uma das cenas mais tristes do cinema, e isso não é só questão de opinião como fato científico: uma dupla de professores de Stanford e Berkeley conduziram um experimento com dezenas de filmes e chegaram a conclusão que a cena final de O Campeão é a mais eficiente em provocar lágrimas (mais do que a morte da mãe de Bambi) [via Smithsonian]. O filme conta a história de um boxeador e sua família, com Jon Voight no papel principal, mas quem arranca lágrimas do público é a atuação do pequeno Ricky Schroder, que interpreta o filho do protagonista. 

Onde assistir? Infelizmente, O Campeão não está disponível em nenhuma plataforma no território brasileiro. O longa foi lançado em DVD no Brasil pela Warner Home Video.