Filmes

Notícia

Mesmo Delivery | Mauro Lima vai dirigir a adaptação da HQ de Rafael Grampá [ATUALIZADO]

Roteiro tomará a graphic novel como ponto de partida e estenderá a história

Marcelo Hessel
19.08.2011
16h21
Atualizada em
21.09.2014
14h26
Atualizada em 21.09.2014 às 14h26

Mesmo Delivery, a HQ de estreia solo do brasileiro Rafael Grampá, vai virar filme. A RT Features contratou Mauro Lima (Meu Nome Não É Johnny) para dirigir a adaptação.

A graphic novel trata de um caminhoneiro e seu colega de viagem, incumbidos de conduzir uma carga secreta, até que uma parada em um restaurante de estrada acaba em briga e muito sangue, com direito a lâminas e punhos gigantes.

mesmo delivery

None

Como a HQ termina com uma revelação no ar, o roteiro vai estender a história, que terá um desfecho. A ideia é realizar e lançar Mesmo Delivery no Brasil com orçamento modesto, com planos de emplacar um projeto de refilmagem em Hollywood posteriormente.

Mais informações devem sair logo.

[Atualizado] Conversamos com Grampá pelo telefone sobre o filme: "Estou muito excitado com essa adaptação. O Rodrigo [Teixeira, produtor], Mauro e eu já nos reunimos e as ideias para o filme estão inacreditáveis e já temos alguns atores em mente. Vou estar muito envolvido e vou participar do roteiro. Já temos uma ótima ideia de como o filme acaba - e se for por esse caminho, vai surpreender todo mundo. Temos em mãos a chance de fazer um grande filme de ação no Brasil, centrado no roteiro e nos personagens. Não precisamos de milhões de dólares pra fazer isso. Rufo e Sangrecco vão continuar sua jornada, só que agora no cinema."

"A adaptação de Mesmo Delivery vem sendo cobiçada desde que eu lancei a versão independente nos EUA. Mil reuniões já foram feitas, dezenas de estúdios gigantes já fizeram propostas mas a RT Features, que retém os direitos para uma adaptação cinematográfica, resolveu fazer uma adaptação nacional, tomar as rédeas do projeto. Questões contratuais e financeiras são muito, muito complicadas em Hollywood e como todos nós queremos ver esse filme nas telas de uma vez, a resolução foi não esperar por Hollywood e fazermos nós mesmos. E como Hollywood ainda quer o filme, uma das ideias é fazer essa adaptação americana depois. Nosso grande desejo não é fazer um filme para que seja adaptado nos EUA, isso seria diminuir um projeto como esse. Queremos e vamos fazer um filme muito bom e ponto. Se tudo ir de acordo depois, pode ser fechada uma adaptação em outra língua. A arte é competência dos artistas e estamos no tesão de fazer um grande filme. Os negócios ficam a cargo dos produtores. É assim que o cinema funciona."

Grampá e Lima cuidam juntos do roteiro. Antes de se envolver no projeto, o diretor ainda trabalha no filme sobre Tim Maia. As filmagens de Mesmo Delivery acontecem no segundo semestre de 2012.