Melvin Van Peebles e seu filho Mario

Créditos da imagem: Instagram/Reprodução

Filmes

Notícia

Morre Melvin Van Peebles, pioneiro do movimento Blaxploitation, aos 89 anos

Cineasta teve importância ímpar no cinema negro dos anos 70

Pedro Henrique Ribeiro
22.09.2021
22h56

Morreu nesta quarta-feira (22) o cineasta Melvin Van Peebles, aos 89 anos. Ele é considerado o pioneiro do cinema negro norte-americano.

Van Peebles nasceu em Chicago, em 1932, e se formou em literatura antes de servir por três anos na Força Aérea dos Estados Unidos. Em 1957, ele filmou seu primeiro curta-metragem, Pickup Men for Herrick. Em Hollywood, o primeiro e único longa-metragem dele foi Watermelon Mande, em 1970.

A carreira dele foi consolidada no cinema independente com filmes voltados ao Blaxploitation (junção de Black e exploitation), movimento cinematográfico dos anos 70 que lutava por mais protagonismo negro nos filmes norte-americanos — atrás e diante das câmeras.

Ao final da carreira, ele colaborava com seu filho Mario Van Peebles, que também é cineasta e ator. "Papai sabia que as imagens negras importam. Se uma foto vale mais do que mil palavras, quanto vale um filme? Queremos ser o sucesso que vemos, por isso precisamos nos ver livres. A verdadeira libertação não significava imitar a mentalidade do colonizador. Isso significava apreciar o poder, a beleza e a interconectividade de todas as pessoas", declarou Mario, ao Collider.

Além de Mario, Melvin deixa mais dois filhos e sete netos.

Ao continuar navegando, declaro que estou ciente e concordo com a Política de Privacidade bem como manifesto o consentimento quanto ao fornecimento e tratamento dos dados para as finalidades ali constantes.