Road House

Créditos da imagem: Amazon Studios/MGM/Divulgação

Filmes

Notícia

Matador de Aluguel | Doug Liman boicotará estreia por lançamento em streaming

Filme foi selecionado para sessão inaugural do SXSW

Omelete
3 min de leitura
26.01.2024, às 11H53
ATUALIZADA EM 26.01.2024, ÀS 12H59
ATUALIZADA EM 26.01.2024, ÀS 12H59

Diretor do remake de Matador de Aluguel, Doug Liman não comparecerá à estreia do longa durante a noite de abertura do SXSW 2024, que acontece em março. O cineasta afirmou em texto publicado no Deadline que o boicote se dá pela escolha de lançar o filme diretamente no streaming pela Amazon, indo contra o que a empresa afirmou que faria após a aquisição da MGM. “Eles anunciaram que investiriam um bilhão de dólares em filmes para os cinemas, lançando pelo menos 12 por ano. Eles o elogiaram como ‘o maior compromisso de uma empresa de internet com os cinemas’.

Os fatos”, seguiu o diretor. “Assinei para fazer um filme para os cinemas pela MGM. A Amazon comprou a MGM. A Amazon me disse para fazer um ótimo filme e veremos o que acontece. Fiz um ótimo filme.” Segundo Liman, Matador de Aluguel seria um grande hit, tendo recebido avaliações superiores aos principais sucessos de sua carreira. O cineasta também elogiou a performance de Jake Gyllenhaal, afirmando que o trabalho do ator era “definidor de carreiras”.

Liman disse entender que um algoritmo apontou que seria financeiramente mais vantajoso lançar o longa no streaming e que ele mesmo não tem nenhum problema em fazer filmes para as plataformas, mas pontuou que Matador de Aluguel foi feito especialmente para a tela grande. “Isso prejudica os cineastas e estrelas de Matador de Aluguel que não compartilham [com os executivos] as vantagens de um filme de sucesso numa plataforma de streaming. E privam Jake Gyllenhaal — que apresenta o melhor desempenho de sua carreira — da oportunidade de ser reconhecido na temporada de premiações.

Liman ainda enumerou como a escolha de lançar grandes filmes diretamente no streaming prejudica a indústria como um todo, incluindo os executivos. “As receitas de bilheteria são os cofres de guerra que permitem aos estúdios os recursos para fazer filmes. Não é nenhuma surpresa que vejamos demissões em todo o setor, inclusive na Amazon — sem filmes nos cinemas, não há receita entrando. E, quando os cinemas fecharem, poderá levar décadas para que o negócio se recupere, se isso acontecer.

Por fim, o diretor fez um apelo para que decisões como essa não sejam tomadas com base no que os computadores dizem ser financeiramente mais interessante. “Um computador não sabe o que é compartilhar a experiência de rir, torcer e chorar com um público lotado em um cinema escuro — e, se a Amazon conseguir o que quer, o público futuro também não saberá.

Diferentemente do longa original, estrelado por Patrick Swayze em 1989, Gyllenhaal será um ex-lutador de UFC que é contratado como segurança de um estabelecimento de estrada no arquipélago de Florida Keys, onde aprende a duras penas que seu novo lar não é tão paradisíaco assim.

Além dele, o elenco conta ainda com Billy Magnussen (007: Sem Tempo Para Morrer), Daniela Melchior (O Esquadrão Suicida), Lukas Gage (The White Lotus) e Arturo Castro (Broad City). A direção do projeto ficará com Doug Liman, de Sr. e Sra. Smith, enquanto o roteiro é assinado por Anthony Bagarozzi e Charles Mondry.

Road House estreia em 21 de março no Prime Video.

Omelete no Youtube

Confira os destaques desta última semana

Omelete no Youtube

Confira os destaques desta última semana

Ao continuar navegando, declaro que estou ciente e concordo com a nossa Política de Privacidade bem como manifesto o consentimento quanto ao fornecimento e tratamento dos dados e cookies para as finalidades ali constantes.