Lázaro Ramos vibra com sucesso de Medida Provisória: “A gente vai ganhar o céu”

Créditos da imagem: Divulgação

Filmes

Artigo

Lázaro Ramos vibra com sucesso de Medida Provisória: “A gente vai ganhar o céu”

Longa tem uma das mais bem sucedidas estreias do cinema nacional no ano

Omelete
3 min de leitura
Jorge Corrêa
29.04.2022, às 14H07

Foram mais de sete anos entre a concepção da ideia, criação do roteiro, produção, filmagens e lançamento nos cinemas. Mas Lázaro Ramos não poderia estar mais feliz com a estreia de seu primeiro longa-metragem como diretor. Medida Provisória já é uma das melhores estreias do cinema nacional em 2022.

Eu estou incrédulo”, disse o ex-ator da Globo em entrevista exclusiva ao Omelete durante o Rio2C, evento de inovação que acontece no Rio de Janeiro. “Desejar que o filme fosse bem nas salas de cinema eu sempre desejei. A gente esperou tanto tempo, batalhou para ir para os cinemas, justamente porque a gente sabia que o filme tinha uma comunicação que a sala de cinema oferece e que as outras plataformas não oferecem da mesma maneira, mas está sendo muito maior.

De acordo com levantamento da Comscore, empresa que faz a medição de público dos cinemas em todo o mundo, Medida Provisória já acumula quase R$ 5 milhões de renda em duas semanas, tendo um fenômeno difícil de acontecer no mercado: o aumento de salas de exibição de uma semana para a outra, como o próprio Lázaro explica:

Tínhamos a perspectiva de ter 80 salas. Quando a gente começou a pedir pro público marcar as salas falando ‘eu quero ver Medida Provisória’, subiu para 188. Na primeira semana o filme fez 100 mil espectadores, na segunda os donos de sala subiram para 330 salas e o filme chegou a 285 espectadores. Ontem subiu mais cinco salas.

A gente vai ganhar o céu, mas isso é muito legal, porque o filme mostrou que tem uma conexão muito forte com o público. O movimento todo tem os méritos do filme, mas também tem os méritos do público, que identificou nele um produto que ele quer consumir no cinema”, completou o diretor.

Lázaro ainda está digerindo as reações emocionadas do público com o longa. Não são poucos os relatos de pessoas chorando nos cinemas ou de uma catarse coletiva. “O filme foi feito para emocionar, tem todo um cálculo de roteiro, as viradas a cada 10 minutos, o flerte do humor com o melodrama, mas quando você vê concretizado, uma sala inteira compartilhando a mesma emoção, claro que surpreende. Não vou dizer que não surpreende.

Mas agora Ramos já está com trabalho novo. Ele está prestes a lançar suas primeiras produções na Amazon Prime Video, onde ele assumiu uma coordenação de criação. Teremos muitas produções assinadas por ele nos próximos anos.

Mas o que veremos de Medida Provisória no streaming? “Foi uma maneira de eu ganhar mais confiança no tipo de linguagem que eu gostaria de aplicar nos projetos. Temos muitas intuições, muitas teses, mas no fundo você não sabe se vai dar certo, se tem quem queira assistir. O Medida Provisória é um bom parâmetro.”

Nem todos os projetos serão assim, vou variar mais de estilos, não vou fazer somente obras que tenham esse engajamento político ou que fale sobre exclusão social, racismo e a formação da identidade, mas por outro lado, tem um olhar de como contar a história, dessa presença negra, flerte com linguagens que misturem gêneros que está em mim naturalmente.

É muito legal esse momento da Amazon, porque é o momento em que é um player que tem parâmetros a serem alcançados, mas também é um momento de experimentação. Eu estou feliz de justamente estar aqui para fazer isso, porque eu acho que temos de contar muitas histórias, precisamos renovar as linguagens, estou me sentido com uma oportunidade gigante de experimentar alguma renovação de um mercado que está explodindo de histórias para serem contadas”, finalizou.

*O jornalista viajou a convite da organização do Rio2C

Conteúdo Patrocinado

Ao continuar navegando, declaro que estou ciente e concordo com a Política de Privacidade bem como manifesto o consentimento quanto ao fornecimento e tratamento dos dados e cookies para as finalidades ali constantes.