Kurt Russell guardiões

Créditos da imagem: Marvel/Guardiões da Galáxia/Divulgação

Filmes

Notícia

Kurt Russell defende James Gunn: "Espero que seja perdoado"

Ator trabalhou em Guardiões da Galáxia Vol. 2

Fábio de Souza Gomes
05.08.2018
13h39

Kurt Russell deu uma entrevista à Variety onde defendeu o diretor James Gunn, que foi demitido pela Disney após o ressurgimento de tuítes polêmicos. O ator disse que a saída é triste e espera que o cineasta possa ser perdoado.

“É muito triste, mas faz parte da nossa indústria agora e eu entendo [a demissão]. Porém, acredito que estamos ficando um pouco sensíveis demais com as pessoas erradas”, afirmou. “Vocês tem de entender que quando alguém faz parte do mundo como um comediante, um escritor ou qualquer coisa assim, você está sempre testando os limites e tentando chegar em alguma coisa. Isso o levou a algo que o mundo ama, que é Os Guardiões da Galáxia. Ele tem um coração maravilhoso e uma mente linda. Espero que seja perdoado”, finalizou. O ator trabalhou com Gunn em Guardiões da Galáxia Vol. 2, onde viveu o vilão Ego. 

James Gunn foi demitido da direção de Guardiões da Galáxia Vol. 3 após o resgate de antigos tweets, que faziam piadas com estupro e pedofilia (leia mais). O diretor se pronunciou sobre a demissão, dizendo compreender as decisões do estúdio e pedindo desculpas por mensagens ofensivas - leia mais.

A Marvel Studios ainda não se pronunciou sobre as alterações na produção de Guardiões da Galáxia Vol. 3, que deveria iniciar filmagens no fim do ano. O longa tem previsão de lançamento em 2020.