Leo DiCaprio em O Lobo de Wall Street

Créditos da imagem: Universal Pictures/Divulgação

Filmes

Notícia

Jim Jones | Leonardo DiCaprio negocia para viver líder de culto assassino

Ator também deve produzir a cinebiografia

Eduardo Pereira
08.11.2021
22h29

Leonardo DiCaprio negocia com a MGM para produzir e estrelar Jim Jones, cinebiografia sobre o líder de culto homônimo que, em 18 de novembro de 1978, liderou o suicídio em massa de mais de 900 pessoas. Se o acordo for fechado, o ganhador do Oscar assinará a produção sob o selo da sua produtora Appian Way, mantida em parceria com Jennifer Davisson.

O roteiro, escrito por Scott Rosenberg, foi adquirido pelo estúdio em um negócio de sete dígitos que garantiu ao roteirista também a vaga de produtor executivo.

Jim Jones fundou o Templo dos Povos na cidade de Indianapolis, nos Estados Unidos, em 1955. Ele o defendia como uma congregação plenamente integrada que promovia o socialismo cristão. Nos anos 1970, ele passou a rejeitar o cristianismo tradicional e a afirmar que ele era Deus. Ele construou a cidadela de Jonestown, na Guiana, e conduziu pessoas a morarem com ele no que ele considerava um paraíso socialista livre da opressão dos Estados Unidos.

Em meio a denúncias de abusos humanos, o governo americano enviou uma delegação liderada pelo representante Leo Ryan em novembro de 1978. Ryan, bem como outras quatro pessoas, seriam metralhadas pelos seguidores de Jones. Após o tiroteio, Jones orquestrou um suicídio em massa entre seus seguidores. O ato tirou a vida de 918 membros da comunidade, sendo 304 deles crianças.

Ainda não há previsão de estreia para Jim Jones.

Ao continuar navegando, declaro que estou ciente e concordo com a Política de Privacidade bem como manifesto o consentimento quanto ao fornecimento e tratamento dos dados para as finalidades ali constantes.