Searchlight Pictures/Divulgação

Créditos da imagem: Searchlight Pictures/Divulgação

Filmes

Notícia

James Franco paga U$ 2,2 milhões de fiança por caso de má conduta sexual

Denúncia contra o ator foi feita por estudantes de sua escola de cinema em 2020

Flávio Pinto
30.06.2021
18h56
Atualizada em
02.07.2021
11h05
Atualizada em 02.07.2021 às 11h05

O acordo que o astro James Franco pagou para resolver o caso de má conduta sexual alegado por Sarah Tither-Kaplan e Toni Gaal, suas ex-alunas, foi relevado hoje. Segundo o TMZ, o ator indicado ao Oscar pagou U$ 2,2 milhões de dólares de fiança. 

Após 4 meses de processo, o acordo foi finalizado hoje (30). O valor será pago por meio de Franco, sua produtora Rabbit Bandini Productions, e a escola de cinema que ele fundou, o Studio 4. 

A dupla de estudantes denunciou o ator em outubro de 2020, no auge do movimento #MeToo. Sarah Tither-Kaplan receberá US$670.500, enquanto Toni Gaal ficará com US$223.500. 

Além disso, o outro corpo de estudantes, que também entrou na ação conjunta, terá de dividir o US $1,3 milhão restante.

Franco foi denunciado por alunos de sua escola por supostamente colocá-los em situações sexuais gratuitas e vergonhosas, segundo o corpo estudantil. 

O anúncio foi fechado entre as partes ainda em fevereiro deste ano. No entanto, um juiz ainda terá que aprovar o valor para o caso ser concluído.

Ao continuar navegando, declaro que estou ciente e concordo com a Política de Privacidade bem como manifesto o consentimento quanto ao fornecimento e tratamento dos dados para as finalidades ali constantes.