Mulher-gato

Créditos da imagem: Mulher-Gato/Warner Bros/Divulgação

Filmes

Notícia

Halle Berry diz que "trauma" de Mulher-Gato abriu sua mente

Atriz percebeu logo no começo do projeto que o filme não era o que esperava

Fábio Garcia
10.09.2020
15h52
Atualizada em
10.09.2020
16h06
Atualizada em 10.09.2020 às 16h06

A atriz Halle Berry deu uma entrevista ao site Variety e acabou contando como foi sua experiência nos bastidores do criticado filme Mulher-Gato, protagonizado por ela, e como tudo isso contribuiu para que ela se descobrisse como diretora de cinema.

Berry revelou que desistiu de um outro projeto para fazer Mulher-Gato porque queria mostrar atores negros protagonizando filmes de heróis. Alguns alertaram que ela não devia topar o filme, mas Halle Berry teria dito "essa é uma ótima chance para uma mulher negra ser uma super-heroína. Por que não tentar?".

Nem tudo foram flores, e logo Halle Berry percebeu que estava em uma roubada. Incomodada com a trama envolvendo uma batalha contra uma empresa de cosméticos, Berry perguntou por que a Mulher-Gato não poderia salvar o mundo tal qual Batman ou o Superman. "Por que ela está salvando mulheres de cremes faciais que quebram seus rostos?", teria dito. Porém, por não ser diretora do projeto, ela entendeu que era apenas uma atriz contratada.

O assunto surgiu na conversa porque Halle Berry está lançando Bruised, um filme em que não só ela atuou no papel de Jackie Justice como também dirigiu e produziu. Ou seja, podemos acreditar que todos aqueles questionamentos que ela já fazia na época de Mulher-Gato (e outras experiências no cinema) de alguma forma contribuíram para que ela viesse a descobrir uma vocação para diretora de cinema.