Filmes

Artigo

Uma carta de Érico Borgo para o público do Omelete

Ao nerds, com amor

Érico Borgo
02.03.2020
15h34
Atualizada em
06.03.2020
15h20
Atualizada em 06.03.2020 às 15h20

“Fala galera”

Nunca imaginei que um dia eu escreveria uma carta de despedida pra vocês, mas a vida é uma parada curiosa - e eu não imaginava muito do que aconteceu desde que levantamos a bandeira da cultura nerd pela primeira vez. Não tem jeito fácil de contar isso, então vou puxar o band-aid de uma vez. Estou saindo do Omelete.

A maioria de vocês sabe que começamos o Omelete há quase 20 anos. Lá no início ninguém sabia direito o que ia acontecer, mas o desejo no coração e a missão eram claras: mostrar para o mundo a relevância e a beleza da essência que nos move, a cultura nerd. Fomos de 3 pessoas em um apartamento de 39 metros quadrados a 150 colaboradores que trabalham de fã pra fã, como sempre fizemos desde o início.

Mas a gente aprende na escola que energia se transforma e, apoiado nela, tenho sentido que a minha missão no Omelete foi cumprida. Nos últimos meses fui surpreendido por uma vontade de cruzar novamente a porta, de recomeçar e realizar coisas novas, de contar outras histórias e de criar experiências transformadoras diferentes. 

Não foi uma decisão fácil, como vocês podem imaginar. Estou quase metade da minha vida aqui e praticamente toda a minha carreira. E mudei ambas radicalmente inúmeras vezes aqui dentro para ajudar a atingir aquele objetivo de popularizar a cultura nerd e agregar os fãs de todos os mundos. E chegamos lá. Tudo com muito amor. Todo o amor, na verdade. E muita energia. 

Tenho um orgulho desgraçado do que construímos aqui… Omelete, The Enemy, CCXP, Game XP, Omelete Box, etc, etc, etc. Tive a honra de editar o mais relevante portal geek do Brasil - de ajudar a torná-lo um dos mais importantes e conhecidos do mercado aqui e no mundo. Estive no primeiro “video cast” nerd do país. Fizemos a primeira live do Oscar na Internet e um festival de cultura pop que começou inspirado no maior de todos - e hoje se tornou o maior de todos (e o exportamos pra Alemanha depois). Fui designer, jornalista, editor, diretor, produtor de eventos, crítico, apresentador, influenciador, executivo, vendedor, social media, designer de novo, editor de vídeos… tudo SEMPRE a "SERVICE" da cultura nerd. É muito orgulho. E mais orgulho ainda das pessoas que eu ajudei a formar e que ajudaram a me formar. Fizemos história juntos. Incrível.

Deixo o Omelete com todo o respeito, desejando que essa trajetória de sucesso siga sempre positiva… épica. E espero que vocês continuem apaixonados pelo Omelete como eu jamais deixarei de ser. Enquanto isso, sigo motivado na minha própria jornada, feliz demais em colocar o pé na estrada e trilhar novos caminhos. Não é assim que começam as grandes aventuras? 

Enfim. Amo vocês. Obrigado por todo o suporte e confiança e estarei por aqui, sempre.

“É um negócio perigoso, Frodo, cruzar sua porta. Você pisa na estrada, e, se não controlar seus pés, não há como saber até onde você pode ser levado”. 

P.S.: A despedida continua na nossa tradicional live de sexta no youtube.com/omeleteve, a partir das 16h. 

Ver essa foto no Instagram

Fala galera, @ericoborgo aqui. Senta aí um minuto que tenho um textão pra vocês. Estou saindo do Omelete. A maioria de vocês sabe que começamos o Omelete há quase 20 anos. Lá no início ninguém sabia direito o que ia acontecer, mas o desejo no coração e a missão eram claras: mostrar para o mundo a relevância e a beleza da essência que nos move, a cultura nerd. Fomos de 3 pessoas em um apartamento de 39 metros quadrados a 150 colaboradores que trabalham de fã pra fã, como sempre fizemos desde o início. Mas nos últimos tempos tenho sentido que a minha missão aqui foi cumprida. Fui surpreendido por uma vontade de cruzar novamente a porta, de recomeçar e realizar coisas novas, de contar outras histórias e de criar experiências transformadoras diferentes. Tenho um orgulho desgraçado do que construímos… Omelete, The Enemy, CCXP, Game XP, Omelete Box, etc. Tive a honra de editar o mais relevante portal geek do Brasil - de ajudar a torná-lo um dos mais importantes e conhecidos do mercado aqui e no mundo. Estive no primeiro “video cast” nerd do país. Fizemos a primeira live do Oscar na Internet e um festival de cultura pop que se tornou o maior de todos. Fui designer, jornalista, diretor, produtor, crítico, apresentador, influenciador, executivo, social media, editor de vídeos… desbravamos fronteiras e abrimos a porteira pra muita gente. Tudo SEMPRE a "service" da cultura nerd. Fizemos história juntos. Incrível. Saio achando de que deveria estar me sentindo meio Goku… treinei 20 anos pra isso e estou preparado para virar Super-Sayajin e enfrentar o que vier pela frente. Mas a verdade é que estou mais pra “Frozen”, atendendo aquele chamado que vem lá de fora, sabe? Espero que vocês continuem apaixonados pelo Omelete como eu jamais deixarei de ser. Enquanto isso, sigo motivado na minha própria jornada, feliz em colocar o pé na estrada e trilhar novos caminhos. Não é assim que começam as grandes aventuras? Nesta sexta, vamos fazer uma live de despedida no youtube.com/omeleteve? Estarei te esperando a partir das 16h para agradecer por todo o suporte e confiança. E nunca esqueça, estarei por aqui, sempre.

Uma publicação compartilhada por Omelete (@omelete) em