Ennio Morricone

Créditos da imagem: HEIKKI SAUKKOMAA/LEHTIKUVA/AFP

Filmes

Lista

Edgar Wright e outros cineastas homenageiam Ennio Morricone; veja

Compositor italiano faleceu aos 91 anos nesta segunda-feira (6)

Mariana Canhisares
06.07.2020
10h05
Atualizada em
06.07.2020
14h38
Atualizada em 06.07.2020 às 14h38

Diante da notícia da morte do renomado compositor italiano Ennio Morricone nesta segunda-feira (6), atores e diretores compartilharam nas suas redes sociais homenagens ao autor de trilhas sonoras icônicas, como a de Três Homens em Conflito e A Missão. Confira algumas delas a seguir:

ANTONIO BANDERAS

"Com grande tristeza, damos adeus ao grande mestre do cinema. Sua música continuará a tocar na nossa memória. Descanse em paz".

EDGAR WRIGHT

"Por onde começar a falar sobre o icônico compositor Ennio Morricone? Ele poderia tornar um filme mediano indispensável, um bom filme em arte e um ótimo filme em lenda. Ele não saiu som durante toda a minha vida. Que legado ele deixa para trás. Descanse em paz", escreveu o diretor. Na sequência, compartilhou algumas das suas trilhas favoritas.

HANS ZIMMER

Hans Zimmer
Robyn Beck / AFP

"Obviamente estou devastado pela notícia. Porque Ennio foi um ícone e eles não simplesmente vão embora. Ícones são para sempre. Realmente me pegou de surpresa, porque ele estava fazendo turnês. Vi-o há um ano. Ele parecia tão forte...", afirmou o compositor Hans Zimmer à BBC.

JOHN CARPENTER

"O brilhante compositor Ennio Morricone faleceu. Um amigo e colaborador, seu talento era inestimável. Sentirei sua falta".

ASIF KAPADIA

"Durante a quarentena, assistimos um filme de noite em família. Mostrei às crianças Era uma Vez no Oeste, que os introduziu ao genial Ennio Morricone. Ontem mesmo nosso filho mais novo estava cantarolando a música do Cinema Paradiso enquanto desenhava um cartão de aniversário".

O compositor Ennio Morricone, conhecido por trilhas sonoras clássicas como a de Três Homens em Conflito, faleceu aos 91 anos, nesta segunda-feira (6). Ele morreu em uma clínica em Roma, na Itália, para onde foi levado depois de sofrer uma queda e fraturar o quadril, de acordo com a Variety.

O maestro e compositor italiano criou cerca de 500 trilhas sonoras para o cinema e para a TV e foi indicado ao Oscar seis vezes, pelos longas Cinzas no Paraíso, A MissãoOs IntocáveisQuando as Metralhadoras Cospem e Os Oito Odiados, levando a estatueta por este último.