Filmes

Crítica

A Vida Secreta de Walter Mitty | Crítica

A jornada de autodescoberta enquanto Power Point motivacional

Marcelo Hessel
17.10.2014, às 14H21
ATUALIZADA EM 29.06.2018, ÀS 02H47
ATUALIZADA EM 29.06.2018, ÀS 02H47

"Coisas belas não precisam pedir atenção", ensina o fotógrafo de vida selvagem vivido por Sean Penn em A Vida Secreta de Walter Mitty (The Secret Life of Walter Mitty). Embora tenha dirigido a cena e atuado nela, Ben Stiller não parece ter assimilado a lição, porque seu remake de O Homem de 8 Vidas (1947) está cheio de floreios para embelezar o que já é belo.

walter mitty

None

walter mitty

None

Stiller vive Walter Mitty, funcionário da revista Life encarregado de revelar negativos. Por anos, Walter recebeu e tratou os rolos do fotógrafo Sean O'Connell (Penn), que viaja o mundo atrás de maravilhas, e por isso talvez o protagonista sonhe acordado com grandes aventuras, mas seja incapaz de sair do lugar. Até o dia em que todos recebem a notícia de que a Life vai fechar sua versão impressa e Walter perde o negativo da fotografia de O'Connell que seria a capa da derradeira edição.

É a senha para que Walter Mitty deixe a inércia e, como o Chance de Muito Além do Jardim, influência confessa de Stiller, largue seu subemprego para descobrir o mundo, intercalando câmera lenta e correria, porque as típicas jornadas de autodescoberta do cinema indie - cujos chavões Stiller reproduz aqui - obrigatoriamente envolvem canções catárticas em slow-motion (Arcade Fire, David Bowie...) e muito suor (desde Forrest Gump é imperioso dar pelo menos um tiro de 100 metros por filme para aprender mais sobre si mesmo, como bem sabem os personagens corredores de Alexander Payne).

À mão pesada nessas cenas some-se a discutível decisão de emular a diagramação de uma revista e inserir frases nos cenários - como se as paisagens que Walter visita mundo afora fossem de fato fotografias pedindo legendas. A intenção pode parecer boa no papel, mas na prática deixa o filme parecido com aqueles Power Points motivacionais que todo fim de ano as pessoas recebem por email - mensagens escritas, neste caso, pelo mesmo roteirista de clássicos modernos da palestra motivacional, como O Sol de Cada Manhã e À Procura da Felicidade, Steve Conrad.

Para um filme que prega a beleza sem afetação, a necessidade de Stiller intervir em tudo com seus efeitos de velocidade e texto realmente incomoda - sem falar nas inserções de merchandising: de fato A Vida Secreta de Walter Mitty parece uma revista, não só ricamente photoshopada como também cheia de anúncios.

Em cenas que fazem piada com filmes específicos, como Benjamin Button, é possível rever o Stiller que demonstrou ter um senso preciso de ironia em Trovão Tropical, seu filme anterior por trás das câmeras. É uma pena, portanto, que ele não tenha tido a sensibilidade de perceber que A Vida Secreta de Walter Mitty, com seus lugares-comuns reciclados dos filmes edificantes, no fundo daria um ótimo trailer-paródia dentro de Trovão Tropical.

A Vida Secreta de Walter Mitty | Cinemas e horários

A Vida Secreta de Walter Mitty
The Secret Life of Walter Mitty
A Vida Secreta de Walter Mitty
The Secret Life of Walter Mitty

Ano: 2013

País: EUA

Classificação: 10 anos

Duração: 114 min

Direção: Ben Stiller

Elenco: Ben Stiller, Kristen Wiig, Patton Oswalt, Shirley MacLaine, Adam Scott, Kathryn Hahn, Sean Penn, Terence Bernie Hines, Gurdeep Singh, Alex Anfanger, Gary Wilmes, Adrian Martinez

Nota do Crítico
Regular

Ao continuar navegando, declaro que estou ciente e concordo com a Política de Privacidade bem como manifesto o consentimento quanto ao fornecimento e tratamento dos dados e cookies para as finalidades ali constantes.