Filmes

Crítica

Meu Malvado Favorito 2 | Crítica

Minions viram muleta em continuação que não consegue se diferenciar

Marcelo Forlani
17.10.2014, às 11:42
Atualizada em 29.06.2018, às 02:42
Atualizada em 29.06.2018, às 02:42

Em meados de 2010, o estúdio de animação Ilumination Entertainment chegou a Hollywood com a ótima animação Meu Malvado Favorito (Despicable Me). Era um divertido e bem produzido cartão de visitas que mostrava que a nova empresa não estava chegando a um dos mercados mais competitivos do mundo apenas para fazer número. Já dava para ver no longa um bom conhecimento do cinema como negócio e do público que eles queriam atingir: toda a família.

meu malvado favorito 2

None

meu malvado favorito 2

None

Três anos se passaram e agora Gru (voz de Steve Carell em inglês e Leandro Hassum em português) está de volta em Meu Malvado Favorito 2 (Despicable Me 2). Se a primeira animação mostrava o malvado entrando em contato com um lado seu que ele nem sabia que existia, na sequência Gru já deixou de ser o maior vilão do mundo, e agora passa seu tempo cuidando de suas três filhas adotivas e tentando chegar, com a ajuda do seu exército de diminutas criaturas amarelas, à formula da geleia de frutas perfeita.

O grande elemento de novidade da trama é a dificuldade de Gru em arranjar um par romântico. Então, quando surge um novo vilão, que fez a Liga Anti-Vilões procurar - ou melhor, sequestrar - Gru atrás de ajuda, além dessa ameaça o protagonista ainda precisa lidar com as questões do coração.

Os roteiristas Ken Daurio e Cinco Paul tentam emular o mundo das tramas de espionagem, com direito a carros anfíbios à la 007, sedes tão secretas quanto modernas, um supervilão exótico e exagerado (que faz piada com a virilidade latina) e o roubo de uma fórmula secreta, que transforma a mais doce das criaturas em uma máquina de matar.

Embora essas modificações venham para dar algum tempero novo à continuação, Meu Malvado Favorito 2 não tem o suficiente para superar o primeiro filme. A criação dos personagens e seu universo ainda é melhor do que este segundo passo. Acaba sobrando para os pobres Minions, os carismáticos bichinhos amarelos que roubaram a cena no primeiro longa-metragem e viram uma muleta para fazer graça no segundo, com direito a muitos números musicais - incluindo uma referência a Carmen Miranda.

Se no primeiro filme os realizadores mostraram que conheciam a fórmula do sucesso de Hollywood, Meu Malvado Favorito 2 é a prova de que receitas funcionam, mas apostar insistentemente no que deu certo antes pode tornar o produto final bastante repetitivo. É, como dizem, mais do mesmo. E o que nós devemos querer sempre são as soluções inovadoras. Era o que a Pixar fazia antes e o que a Ilumination prometia buscar no começo, lá em 2010.

Agora, espera-se para 2014 um longa-metragem derivado de Meu Malvado Favorito, só com os Minions. Vamos ver até onde essa fórmula pode chegar.

Meu Malvado Favorito 2 | Cinemas e horários

Meu Malvado Favorito 2
Despicable Me 2
Meu Malvado Favorito 2
Despicable Me 2

Ano: 2013

País: EUA

Classificação: 1 anos

Duração: 98 min

Direção: Pierre Coffin, Chris Renaud

Elenco: Steve Carell, Kristen Wiig, Benjamin Bratt, Miranda Cosgrove, Russell Brand, Ken Jeong, Steve Coogan, Elsie Kate Fisher, Dana Gaier, Moisés Arias, Nasim Pedrad, Kristen Schaal

Nota do Crítico
Bom

Ao continuar navegando, declaro que estou ciente e concordo com a Política de Privacidade bem como manifesto o consentimento quanto ao fornecimento e tratamento dos dados e cookies para as finalidades ali constantes.