Filmes

Crítica

Jovens Adultos | Crítica

Criadores de Juno mostram Charlize Theron linda e bagaceira

Marcelo Forlani
05.04.2012
19h19
Atualizada em
29.06.2018
02h40
Atualizada em 29.06.2018 às 02h40

Infelizmente não dá para escolher onde você nasceu. A partir da adolescência, porém, o controle de sua vida começa lentamente a ficar mais e mais na sua mão. Salvo algumas exceções, as pessoas podem escolher o que farão de suas vidas a partir deste ponto. É nesta época - e com a desculpa perfeita de que o melhor curso da faculdade "coincidentemente" fica longe da cidade onde moram os pais - que muita gente arruma as malas e vai para outra cidade, sem jamais olhar para trás.

Jovens Adultos

None

Jovens Adultos

None

Jovens Adultos

None

É esta a história de Mavis Gary (Charlize Theron), uma escritora que saiu de sua cidadezinha, no interior de Minnesota, em direção à "cidade grande". Agora vive em Minneapolis e trabalha como ghost writer de uma série de livros para adolescentes cuja febre já passou e foi cancelada. Resta apenas a publicação do último volume e o editor está no seu pé para que ela entregue logo o desfecho da história.

Enquanto enrola, ao invés de escrever, Mavis abre seu e-mail e vê que recebeu uma mensagem de seu antigo namorado do colégio. Ele acabou de ganhar uma filha e a convida para o batismo da menina. O convite é genérico e certamente foi enviado para várias pessoas, mas ela encara aquilo como algo pessoal, joga meia dúzia de roupas na mala, pega seu cachorro e a fita cassete dos dias em que os dois eram um casal e cai na estrada ouvindo "The Concept", do Teenage Fanclub, em loop. Sua missão: reatar a relação dos dias em que ela era a Rainha do Baile e ele o quarterback do time da escola.

Embora este conceito faça muito mais sentido para a cultura estadunidense, onde ser o mais popular é também status de sucesso e as pessoas saem de casa e só voltam nos Dias de Ação de Graças, o filme também pode ecoar nas mentes de quem nasceu em uma cidade pequena de qualquer lugar do mundo, se encheu daquilo e daquelas pessoas e foi morar em um lugar onde as coisas não se resumem a se casar, ter filhos e passar as noites vendo televisão. Ao sair de sua cidade natal, Mavis estava ao mesmo tempo enterrando seu passado e abrindo novos horizontes, buscando uma felicidade que ela não via ali. Mas o filme mostra que, sim, existe felicidade naquele estilo de vida - como também existe mediocridade em ficar morando em um lugar que você não gosta apenas porque tem medo de sair dali.

Neste ponto, a parceria entre a roteirista Diablo Cody e o cineasta Jason Reitman, que haviam trabalhado juntos em Juno, se mostra novamente bastante certeira. O texto dela revela o lado humano dos personagens, que acertam e erram como nós, enquanto a direção dele faz o resto, colocando as peças nos lugares certos, para nos fazer pensar nas coisas e ver naquele microcosmos uma realidade mais próxima da nossa do que imaginaríamos no começo.

O resto fica por conta dos atores, e aí Charlize Theron mostra que pode ser linda e "bagaceira" com a mesma intensidade, com direito a momentos de total entrega, como no karaokê dentro do carro. Sua personagem passa por uma crise - com o divórcio e a encruzilhada profissional - e precisa de uma mudança. Mas ao voltar para o local onde cresceu e encontrar os fantasmas de seu passado, ela se lembra porque saiu dali - enquanto nós vemos como ela se tornou aquela mulher.

Jovens Adultos (Young Adult) é daqueles filmes difíceis de classificar. O mais próximo seria dramédia, a mistura de drama com comédia, mas ele é mais do que isso quando passa a estudar a sociedade e as pessoas. Ele mostra que o mundo é muito maior do que aquela cidadezinha do interior. Ou aquele trabalho chato que você só atura porque acha que não há nada mais a fazer. A verdade é que sempre há, pois a felicidade não está no que passou, mas no que está por vir. Afinal, cada um é feliz de um jeito. Ou somos todos sempre infelizes.

Jovens Adultos
Young Adult
Jovens Adultos
Young Adult

Ano: 2011

País: EUA

Classificação: 12 anos

Duração: 94 min

Direção: Jason Reitman

Elenco: Charlize Theron, Patton Oswalt, Patrick Wilson, Elizabeth Reaser, Collette Wolfe, Jill Eikenberry, Richard Bekins, Brian McElhaney, Mary Beth Hurt, Kate Nowlin, Jenny Dare Paulin, Rebecca Hart, Louisa Krause, Elizabeth Ward Land, Hettienne Park

Nota do Crítico
Ótimo

Ao continuar navegando, declaro que estou ciente e concordo com a Política de Privacidade bem como manifesto o consentimento quanto ao fornecimento e tratamento dos dados para as finalidades ali constantes.