Filmes

Crítica

De Repente Pai | Crítica

Vince Vaughn tenta ser o bom moço

Thiago Romariz
09.01.2014
20h28
Atualizada em
21.09.2014
15h12
Atualizada em 21.09.2014 às 15h12

Vince Vaughn é reconhecido por personagens descolados, com falas ágeis, poucos sentimentos, muita ironia e algum ar de galã. O descompromisso é a marca registrada dos papéis do ator, que agora tenta mudar essa imagem com a responsável comédia De Repente Pai. Saem as mulheres, a bebida e palavrões e entram filhos, família e conselhos.

A mudança de postura do comediante de 43 anos reflete a intenção de direcionar a carreira para outros caminhos. Não é de hoje que seus trabalhos fracassam nas bilheterias - a época de sucessos como Penetras Bons de Bico acabou há anos. A mistura de risos e choro proposta por De Repente Pai, porém, não aumenta a qualidade de seus últimos trabalhos. Mesmo que não soe forçado, o bom mocismo de Vaughn no filme não supera os trejeitos malandros do ator.

E mesmo que se calque na lição de vida do protagonista, as melhores cenas do filme são as que usam do humor escrachado e improvisado de Vaugh ao lado de alguns coadjuvantes. No elenco de apoio, Chris Pratt se destaca como um pai desleixado e desolado com a própria vida - está ali a mesma preguiça de seu Andy Dwyer, de Parks and Recreation, e o timing que promete o tornar a surpresa do ano em Guardiões da Galáxia.

Entre os vários esquetes com alguns de seus 533 filhos recém-descobertos, poucos se salvam. A insistência em dramatizar tanto a vida do protagonista quanto a dos filhos faz o moralismo ultrapassar qualquer riso proposto pelo roteiro. Como de costume, em algumas comédias e romances recentes, De Repente Pai não dá espaço para o espectador pensar, abusa do didatismo e mastiga até as piadas mais simplistas.

Não fosse pelo melodrama desnecessário, talvez o filme se sustentasse com a boa química de Vaughn e coadjuvantes. A tentativa do ator é válida e feita com esforço perceptível, mas não é o suficiente para salvar o longa do esquecimento pós-exibição. Ao menos De Repente Pai aumenta a expectativa para ver Chris Pratt como O Senhor das Estrelas no novo filme da Marvel Studios.

De Repente Pai | Cinemas e horários
Leia mais sobre De Repente Pai

Nota do Crítico
Regular