Filmes

Crítica

Crítica: Viajo Porque Preciso, Volto Porque Te Amo

O road movie experimental de Marcelo Gomes e Karim Aïnouz

Érico Borgo
23.10.2009
15h00
Atualizada em
21.09.2014
13h54
Atualizada em 21.09.2014 às 13h54

Viajo Porque Preciso, Volto Porque Te Amo (2009) por um lado é um típico filme-de-estrada... acompanha uma jornada tanto física quanto emocional. Por outro, é absolutamente inovador.

Marcelo Gomes (Cinema, Aspirina e Urubus) e Karim Aïnouz (O Céu de Suely) montam o road-movie a partir de sobras de filmagens realizadas para um documentário curta-metragem sobre o sertão nordestino, Sertão de Acrílico Azul Piscina. São cenas registradas na Bahia, Sergipe, Ceará, Alagoas e Pernambuco.

Viajo Porque Preciso Volto Porque Te Amo

None

Viajo Porque Preciso Volto Porque Te Amo

None

Verdadeiro experimento de montagem e roteiro, Viajo tem como protagonista José Renato, geólogo de 35 anos, que cruza o Sertão para avaliar as condições do terreno e estudar a viablidade da construção de um canal na região. Acontece que Renato jamais aparece em cena. O filme é todo em primeira pessoa, ordenando as imagens documentais, colhidas no início da década de 1990, com uma história ficcional contada através de narração em off.

Irandhir Santos (Besouro, A Pedra do Reino) interpreta Renato. Inicialmente sua voz é monótona, quase mecânica, e ele se limita a colocar apenas um ou outro comentário pessoal no meio do registro da jornada de 30 dias. Aos poucos, porém, conforme a sensação de isolamento e tristeza cresce na paisagem, o personagem vai deixando de ser o geólogo e passando a ser Renato, homem que sofre a saudade da esposa, deixada para trás. E não demora para que a verdadeira história do narrador seja desvendada.

Karen Harley faz um trabalho brilhante de montagem, reunindo registros em super-8, 16 mm e digital numa concisão narrativa que emociona, movida pela trilha sonora de Chambaril e a voz de Irandhir, que apesar de invisível está presente o tempo todo. Confesso que só não consegui concluir se as frequentes repetições de situações me incomodaram ou ajudaram no estabelecimento da sensação de monotonia do protagonista. De qualquer maneira, um excelente e contemplativo exercício de cinema.

Leia mais críticas da Mostra 2009

Viajo Porque Preciso, Volto Porque Te Amo
Viajo Porque Preciso, Volto Porque Te Amo
Viajo Porque Preciso, Volto Porque Te Amo
Viajo Porque Preciso, Volto Porque Te Amo

Ano: 2009

País: Brasil

Classificação: 14 anos

Duração: 75 min

Direção: Marcelo Gomes, Karim Aïnouz

Elenco: Irandhir Santos

Nota do Crítico
Ótimo

Ao continuar navegando, declaro que estou ciente e concordo com a Política de Privacidade bem como manifesto o consentimento quanto ao fornecimento e tratamento dos dados para as finalidades ali constantes.